Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

Notícias

Scott Coker lamenta investida de parceiro de treino de McGregor no boxe: “Frustrante”

A mais recente notícia de que Dillon Danis se aventuraria em um confronto de boxe contra o youtuber KSI não foi bem recebida por parte da comunidade do mundo das lutas. Scott Coker, presidente do Bellator, é uma das figuras que encabeçam essa lista. Após a confirmação de que o parceiro de treinos de Conor McGregor competiria nos ringues contra uma celebridade da internet, o mandatário deixou claro o seu descontentamento.

A postura se justifica, já que Dillon, na teoria, possui ou possuía um vínculo contratual com o Bellator. Pela empresa, o ‘bad boy’ fez suas únicas aparições no MMA profissional, com duas vitórias por finalização, em 2018 e 2019. Até por conta do potencial a ser lapidado no parceiro de McGregor, Coker lamentou a opção do grappler de testar suas chances em outra modalidade.

“A coisa que é um pouco frustrante é quando você pensa sobre o Dillon Danis, o cara tem um jogo de chão incrível, é um dos melhores representantes do jiu-jitsu no planeta. Então assinamos com ele, queríamos desenvolver ele, queríamos que ele viesse até o nosso sistema e começasse a lutar. Encarar rivais mais duros. Mas acho que ele se desvirtuou um pouco e outras coisas atrapalharam. Para mim, ele tinha muito potencial. Mas não podemos forçá-lo a nada, ele tem que querer. Agora ele está fazendo outra coisa”, declarou, em recente coletiva de imprensa, de acordo com o site ‘BloodyElbow’.

Agora resta saber se a mais recente decisão quebrou ou não o vínculo que Dillon obtinha com o Bellator. De todo modo, sua próxima experiência competitiva no universo das lutas será com a luva calçada nas mãos. Seu duelo contra KSI está marcado para o dia 14 de janeiro de 2023, com sede na ‘Ovo Arena’, em Wembley, na Inglaterra.

Mais em Notícias