Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

Notícias

Pantoja desabafa após perder chance de lutar pelo cinturão dos moscas do UFC

Mesmo com duas vitórias seguidas no Ultimate, Alexandre Pantoja não vai ter a chance de disputar o cinturão do peso-mosca (57 kg) da organização. Recentemente, o atleta passou por uma cirurgia no joelho que o impediu de estar apto para encarar o mexicano Brandon Moreno, atual campeão da divisão, no dia 11 de dezembro, no UFC 269. Por isso, Deiveson Figueiredo ‘herdou’ a vaga do compatriota no confronto.

Após algumas semanas do anúncio da luta pelo título dos moscas, Pantoja decidiu quebrar o silêncio. Através de suas redes sociais (clique aqui ou veja abaixo), o brasileiro lamentou não estar fisicamente pronto para lutar pelo cinturão, mas tratou de dar um recado para o atual campeão da divisão, com quem já lutou duas vezes, vencendo todas.

“Eu preciso dizer alguma coisa. Nada foi mais doido do que dizer que não estarei pronto para o dia 11 de dezembro. Quando eu pedi pra lutar com o Moreno eu não sabia que minha lesão tinha se agravado na luta com o Royval. Talvez ele (Moreno) tenha melhorado em três ou cinco anos que se passaram. Mas eu me sinto tão melhor que posso dizer que vivo como o campeão que irei me tornar”, escreveu.

Quem tratou de ‘tranquilizar’ Pantoja foi Deiveson. Em resposta ao post do compatriota, o ex-detentor do título da categoria prometeu recuperar o cinturão da companhia e ‘convidar’ o atleta natural de Arraial do Cabo (RJ) para enfrentá-lo. Os dois já mediram forças uma vez, em 2019, com vitória do ‘Deus da Guerra’ por pontos.

“Vou pegar o cinto e vamos lutar, irmão. Vou pedir você para lutar comigo”, disse ‘Daico’.

Alexandre Pantoja compete no MMA profissional desde 2007, mas chegou ao UFC dez anos depois. Na sua carreira, o brasileiro venceu 24 lutas e perdeu cinco vezes. A sua última apresentação aconteceu em agosto deste ano, quando superou Brandon Royval.

Mais em Notícias