Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

Jiu-jitsu

Membros da família Gracie são citados em lista de beneficiários de auxílio emergencial

Para parte da comunidade dos esportes de combate, a família Gracie é sinônimo de fortaleza e sucesso, mas, em tempos de pandemia de COVID-19, até ela sofre e se encontra no palco de uma polêmica. De acordo com a pesquisa feita pelo site ‘Congresso em Foco’, parte dos membros do tradicional clã de jiu-jitsu recebeu o auxílio emergencial de março até dezembro de 2020. O problema é que isso pode ter ocorrido de forma irregular para alguns deles.

Para ter direito à quantia, o Governo definiu que o beneficiário teria que receber até meio salário mínimo ou que a renda total familiar não ultrapassasse três salários mínimos. No entanto, Rosley Gracie, que se intitula empresário e diretor de operações da Gracie Nutrition – empresa criada em 2008 é fabricante do suco Sley Juice -, recebeu R$ 4.600 no período citado de abril a dezembro de 2020.

Outro exemplo é o de Reylson Gracie, proprietário de uma academia no shopping Cittá America, na Barra da Tijuca, que também aparece na lista de beneficiários do Governo por receber um valor de R$ 3.000 no  período em questão. Como uma das parcelas de R$ 600 foi devolvida, o montante caiu para R$ 2.400. Mas, de acordo com o veterano, não haveria ilegalidade em seu caso, uma vez que ele estaria sem renda há dois anos por conta da pandemia.

Jenifer Oliver Gracie, que vive nos Estados Unidos, foi beneficiada com oito parcelas do auxílio emergencial, chegando ao total de R$ 3.900. A curiosidade é que Jenifer ostenta uma rotina de luxo em suas redes sociais. Já Ricci Gracie, que também vive nos Estados Unidos, recebeu R$ 3.300 na soma de sete parcelas do benefício. Por sua vez, Flávia Gracie, mãe de Kyra e proprietária da FGX Assessoria e Consultoria de Eventos, embolsou R$ 3.900 pelas oito parcelas do auxílio, entre maio e dezembro de 2020.

E não para por aí. Os irmãos Stephania Cunha Gracie Corte Imperial, Juramidam de Iemanjá Gracie Corte Imperial e Tintuma Omicaia Gracie Corte Imperial também receberam R$ 4.200 de auxílio, cada. Por outro lado, Carlion Gracie e Carla Gracie tiveram os valores estornados. A reportagem do ‘Congresso em Foco’ não obteve respostas dos membros da família sobre o uso do Benefício.

Vale lembrar que o auxílio emergencial foi um benefício criado pelo Governo para ajudar famílias de baixa renda durante a pandemia de COVID-19. Contudo, não foram poucos os indivíduos que conseguiram burlar os requisitos e ganharam dinheiro de forma indevida.

Mais em Jiu-jitsu