Siga-nos
Rigel Salazar/PxImages

Notícias

McGregor aceita proposta de Dana White e pede por luta em estádio de futebol americano

Uma breve análise sobre a carreira de Conor McGregor deixa claro que a mania de grandeza do atleta é justificável. Dono das maiores vendas de pay-per-view da história do MMA, o irlandês garantiu estar disposto para encher um estádio de futebol americano em janeiro, quando enfrentaria, ao que tudo indica, Dustin Poirier.

A mensagem foi publicada pelo ex-campeão de duas categorias do UFC, que aceitou publicamente o ultimato dado por Dana White – mais cedo, o cartola apontou para a data e afirmou ser uma oferta de “pegar ou largar”. Através de suas redes sociais (veja abaixo ou clique aqui), Conor sinalizou positivamente para que o estádio ‘Cowboy Stadium’, na cidade de Dallas (EUA), fosse utilizado como palco para o confronto.

“Eu aceito, dia 23 de janeiro! Meu objetivo é ver essa luta acontecer no ‘Cowboy Stadium’. Jerry Jones (dono do time Dallas Cowboys) é um amigo e o estádio pode receber nossa plateia. Eu estarei pronto para Texas e Texas estará pronto para meus fãs. Depois, Manny (Pacquiao)!”, narrou o irlandês, rapidamente recebendo a aprovação de seus seguidores.

Ao aceitar a proposta de Dana White, Conor apontou para o estado americano do Texas, que já permite a realização de shows com plateia durante a pandemia da COVID-19. Ao mesmo tempo, o atleta ainda sinaliza para um velho sonho da organização: encher o estádio que já recebeu 108 mil torcedores para um jogo de basquete em 2010.

Sem lutar desde janeiro de 2020, quando nocauteou Donald Cerrone, o irlandês chegou a anunciar sua aposentadoria durante a pandemia do coronavírus. Neste período, além de sofrer com polêmicas em sua vida pessoal, como a acusação de assédio sexual, o ex-campeão também travou uma discussão pública com Dana White, presidente do UFC. Ao que parece, no entanto, ambos voltaram a ter uma relação amigável.

Vale ressaltar que, conforme o final da mensagem de Conor, uma possível superluta de boxe contra o multicampeão Manny Pacquiao ainda segue em seus planos. Curiosamente, o atleta filipino também demonstrou interesse no confronto, principalmente ao renovar contrato com a mesma empresa que gerencia a carreira do irlandês.

Mais em Notícias