Siga-nos
Scott Garfitt

Notícias

Masvidal se declara inocente de acusações de agressão a Covington; audiência é marcada

Após ser detido e liberado, mediante ao pagamento de fiança, por conta de uma suposta briga com Colby Covington, do lado de fora de um restaurante de Miami (EUA), na noite da última segunda-feira (21), Jorge Masvidal terá pela frente uma nova batalha, desta vez diante da Justiça norte-americana. De acordo com registros online da Corte local, o lutador do UFC entrou com uma apelação escrita de inocência para cada uma das acusações pelas quais responde, fruto do suposto entrevero com seu desafeto.

A primeira audiência do meio-médio (77 kg) diante da Corte de Miami está marcada para o dia 21 de abril. Masvidal foi preso na quarta-feira, e liberado no mesmo dia, após o pagamento da fiança. O lutador do UFC responde a acusações de lesão corporal grave e conduta criminosa.

Na noite de segunda-feira, Colby Covington – também lutador do UFC e desafeto de Masvidal – teria sido atacado pelo rival, que estaria acompanhado por outros homens, com socos no rosto ao deixar o restaurante ‘Papi Steak’, em Miami. De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima – que conseguiu se desvencilhar e correr de volta para o restaurante, antes de chamar a polícia – alega ter reconhecido Masvidal pela voz, já que o mesmo estaria vestindo uma máscara, um capuz e outros artefatos que dificultariam sua identificação.

Caso seja condenado, Masvidal pode pegar até 15 anos de prisão e/ou ser multado em até 10 mil dólares. Porém, o fato de ter utilizado elementos para dificultar sua identificação pode agravar a acusação sobre o lutador, que passaria a correr o risco de, caso condenado, ter que cumprir até 30 anos de detenção, de acordo com uma lei estadual da Flórida (EUA).

Ex-parceiros de treinos, os lutadores chegaram a morar juntos na época em que competiam em categorias de peso diferentes e atuavam no corner um do outro. No entanto, desentendimentos envolvendo declarações polêmicas de Colby, uma desavença com um treinador que eles tinham em comum e diversas acusações desencontradas transformaram a amizade em uma das rivalidades mais famosas do mundo do MMA.

No último dia 5 de março, os desafetos ficaram frente a frente dentro do octógono do UFC 272, evento sediado em Las Vegas (EUA), para o que representaria o ‘acerto de contas’ entre eles. No combate, Covington dominou grande parte dos 25 minutos de ação e saiu vencedor na decisão unânime dos juízes. Mesmo com o fim da peleja, no entanto, o clima entre os rivais não amenizou e ambos trocaram farpas e ameaças até deixarem o cage.

Mais em Notícias