Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

Notícias

Masvidal responde desafio de Durinho e insiste em luta contra Conor McGregor

Enquanto Gilbert ‘Durinho’ parece tratar uma possível luta contra Jorge Masvidal como sua prioridade, a recíproca não é verdadeira. Apesar de admitir tem interesse em medir forças com o brasileiro dentro do octógono do UFC, o americano tem outro alvo de preferência em mente para seu próximo compromisso na organização.

Em entrevista recente ao site ‘MMA Fighting’, Masvidal reforçou seu desejo de enfrentar o principal astro do UFC Conor McGregor, no que seria a luta mais atrativa financeiramente que ele poderia ter na entidade. Mas, com o futuro do irlandês – que ainda se recupera de uma grave lesão sofrida no ano passado – ainda incerto, ‘Gamebred’ admite a possibilidade de duelar contra ‘Durinho’.

Outra opção de adversário, de acordo com o próprio americano, seria Leon Edwards, seu desafeto de longa data, que vai disputar o cinturão dos meio-médios (77 kg) no dia 20 de agosto, no UFC 278, contra o atual campeão Kamaru Usman. Masvidal e o inglês tiveram uma altercação nos bastidores da edição do Ultimate realizada em Londres em 2019 e, desde então, ‘Rocky’, que foi atacado pelo rival, tem buscado vingança dentro do cage.

“O que faz mais sentido é aquela pequena v*** do Conor. Eu não me importaria de ganhar um cheque gordo por bater naquele anão. Eu não sei se vai acontecer. Gilbert faz sentido, mas também Leon (Edwards), que tem me desafiado a torto e a direito, dizendo que ele quer defender o título (caso vença Kamaru Usman) contra mim. Vamos, lá. Eu vou para a Inglaterra e dou uma surra nele de novo”, comentou Masvidal.

Apesar de dar prioridade a um combate contra McGregor e de cogitar encarar Edwards caso o inglês conquiste o título dos meio-médios, Masvidal trata o duelo contra Durinho como algo bastante possível. Um dos empecilhos, no entanto, seria o ‘timing’ do combate, já que o brasileiro costuma se manter sempre ativo e o americano ainda tem algumas questões a resolver antes de voltar ao octógono, como, por exemplo, o processo movido contra ele pela suposta agressão a Colby Covington, na Flórida (EUA), do lado de fora de um restaurante.

“Eu quero lutar com Gilbert, mas vai ser nesse ano, vai ser no próximo ano? Eu não sei. Eu tenho que me curar e, também, não querendo ser negativo, mas eu tenho alguns problemas com a lei que precisam ser resolvidos, depois eu vou voltar para a cena do assassinato. Eu tenho três delitos dos quais estão me acusando. Então, eu preciso cuidar disso e depois é voltar a quebrar caras”, ponderou ‘Gamebred’.

Jorge Masvidal é, atualmente, uma das principais estrelas do UFC. Apesar da má fase dentro do octógono, onde perdeu seus três últimos combates, o americano segue prestigiado dentro da companhia e deve ser escalado para uma grande luta em seu próximo compromisso, podendo inclusive sonhar com uma nova disputa de cinturão, especialmente caso Leon Edwards, seu desafeto, vença Kamaru Usman no UFC 278.

Mais em Notícias