Siga-nos
Reprodução/ Instagram

Notícias

Lutadores turcos são homenageados após ato heroico em atentado terrorista

Na última segunda-feira (2), um atentado terrorista em Viena, capital da Áustria, deixou quatro pessoas mortas e 22 feridas, de acordo com a polícia local. Porém, os números poderiam ter sido maiores se não fosse a ajuda de dois lutadores de MMA: Recep Tayyip Gultekin e Mikail Ozen, ambos da Turquia.

Mesmo com Gultekin baleado na perna, os atletas turcos conseguiram auxiliar uma idosa e um policial ferido a encontrarem um abrigo seguro. Pelo ato heroico, os dois lutadores foram homenageados, nesta terça-feira (3), pela embaixada da Turquia na capital austríaca.

De acordo com a polícia local, o atentado, que teve início na rua de uma sinagoga no centro de Viena, ainda se espalhou por seis lugares diferentes, deixando mortos e feridos. Segundo a imprensa austríaca, o atirador, que foi morto em confronto com a polícia, seria um homem de origem albanesa simpatizante do grupo terrorista ‘Estado Islâmico’.

Em relato ao veículo de comunicação turco ‘Hurriyet’, de acordo com a transcrição do site ‘Bloody Elbow’, Mikail Ozen descreveu a situação pela qual ele e seu colega foram homenageados pela embaixada turca. Um vídeo que viralizou na internet parece mostrar os dois lutadores procurando abrigo no meio da troca de tiros (veja abaixo).

“Uma senhora idosa estava a caminho do local, andando a pé. Quando vimos a mulher, paramos e fomos para baixo. Nós também levamos a mulher a um local seguro. Aí nós subimos à estação de metrô (que aparece) nas imagens. Vi o policial baleado lá”, contou Ozen.

Mais em Notícias