Siga-nos

Notícias

Jeremy Stephens relata confusão em hotel com Yair Rodriguez após UFC México

O duelo entre Yair Rodriguez e Jeremy Stephens, válido pela luta principal do UFC México, durou apenas 15 segundos, mas o confronto quase teve continuação após o evento. Em entrevista à emissora americana ‘ESPN’, o americano revelou que teve uma discussão acalorada com o rival no hotel onde os lutadores estavam hospedados.

Dentro do octógono, uma dedada involuntária de Rodriguez nos olhos do adversário forçou a interrupção do combate por parte dos médicos, já que o americano não conseguia prosseguir. Ainda no cage, o mexicano demonstrou irritação com o encerramento precoce da luta, o que ajudou a piorar o clima de insatisfação da torcida local, que passou a arremessar objetos em direção ao palco e, inclusive, na saída de ‘Lil Heathen’ para os vestiários.

E, ao que tudo indica, a confusão não terminou dentro da arena. De acordo com Stephens, Yair o abordou no hotel e, por pouco, o duelo entre eles não teve prosseguimento fora do octógono do UFC.

“Eu achei que ele estava tentando ser um cavalheiro. E ele começou a falar m*** para mim. Eu estava como: ‘irmão, eu não sou de uma escola de caratê, eu sou das ruas. Estou aqui para lutar, para te matar’. Imediatamente, minha mentalidade era ‘se afaste, c***’. Então, eu o empurrei”, detalhou o peso-pena (66 kg) americano.

Em um comunicado à ‘ESPN’, Rodriguez relatou que se aproximou de Stephens de forma amigável para perguntar sobre seus olhos. O mexicano contou que após o americano ter dito que estava bem, ele, então, o questionou dos motivos para a interrupção da luta, já que a lesão não era grave.

“Ele me empurrou como uma pequena v***. E eu apenas disse a ele ‘você vai viver o resto de sua vida com isso na cabeça… se você podia continuar e não o fez’”, explicou Yair Rodriguez.

De acordo com Jeremy Stephens, nenhuma lesão séria em seus olhos foi constatada inicialmente pelos médicos. O veterano declarou que espera retomar o confronto contra Rodriguez o mais breve possível, e listou os eventos do UFC em Boston (18 de outubro), Nova York (2 de novembro) e Washington D.C. (7 de dezembro) como possibilidades para agendar o duelo.

Mais em Notícias