Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

Notícias

Ex-campeão mundial, Deontay Wilder vai às lágrimas ao citar riscos do boxe; veja

No último sábado (15), Deontay Wilder venceu Robert Helenius via nocaute fulminante no primeiro assalto. No entanto, o desfecho emocionante do confronto sediado em Nova York (EUA) ficou em segundo plano após a coletiva de imprensa do show. Durante a cerimônia, o ex-campeão mundial peso-pesado realizou um discurso emocionante e chegou a chorar ao falar sobre os perigos que o boxe traz para os atletas.

Ao falar sobre a sensação de nocautear Helenius, seu ex-companheiro de treinos, ‘The Bronze Bomber’, como é conhecido, admitiu que gostaria de tentar acudir o rival após o nocaute. Visivelmente emocionado com a condição de seu adversário, Deontay foi às lágrimas (veja abaixo ou clique aqui) ao lembrar o trágico caso de Prichard Colón, que ficou em coma por 221 dias e entrou em estado vegetativo após sofrer uma lesão cerebral durante um duelo de boxe.

“Sempre me preocupo com todos lutadores. Sou um grande defensor dos lutadores, porque somos tratados errado. Esporte é algo que você joga. Você não joga isso (boxe). Nós arriscamos nossas vidas pelo entretenimento de vocês. Quando você tem uma amizade, você ama um cara (…) e vê coisas desse tipo, você quer ajudá-lo. Eu queria acudir ele mas não deixaram, e eu entendi, porque ele precisava de espaço (Robert). Mas meu coração está com ele, espero que esteja bem e possa voltar à sua família. É um negócio duro em que competimos”, destacou Wilder, antes de citar o caso de Colón e ir às lágrimas.

“Vimos o que aconteceu com Colón. Esse cara não tem filhos. Vocês não entendem o que passamos. Nem conheço ele tanto assim, mas sempre vou nos defender porque esse homem nunca saberá o que é ser pai de alguém, uma das coisas mais preciosas do mundo. Esse cara nunca mais terá a capacidade natural de viver novamente porque adentrou num ringue para sustentar sua família. Agora a família tem que cuidar dele para o resto da vida. Ele provavelmente era o ganha pão da casa e agora eles estão pedindo ajuda por aí. Poderia me estender sobre isso. É por isso que não se pode brincar com isso, é algo sério”, completou, emocionado, de acordo com o site ‘MMA Fighting’.

Durante sua trajetória na nobre arte, Wilder se notabilizou com um dos pesos-pesados mais perigosos do planeta. Ex-campeão mundial da WBC (Conselho Mundial de Boxe), o norte-americano detém um cartel renomado no boxe, com 43 vitórias, duas derrotas e um empate. O único homem que dividiu um ringue com Deontay e não saiu derrotado foi Tyson Fury, que protagonizou uma trilogia – justamente nos únicos dois reveses e empate de ‘The Bronze Bomber’ no esporte.

Mais em Notícias