Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

Notícias

Ex-campeão do UFC elogia Conor, mas cobra nova postura: “Darei um tapa nele”

Conor McGregor é um profissional frequente nos noticiários seja de forma positiva ou negativa. Atualmente, o ex-campeão do UFC vive um inferno astral, uma vez que se recupera da grave lesão sofrida na trilogia contra Dustin Poirier, realizada em julho, em Las Vegas (EUA), e convive com as críticas de parte dos fãs e de personalidades do MMA por conta dos ataques aos seus desafetos. Contudo, a estrela irlandesa possui defensores e Quinton Jackson é um deles.

Ao participar do programa ‘The MMA Hour’, o ex-campeão dos meio-pesados (93 kg) do UFC enalteceu os feitos de McGregor no esporte e o classificou como um atleta diferenciado, que pode fazer o que bem entender. Ao longo de sua carreira, ‘Notorious’ protagonizou episódios polêmicos, mas um, em especial, chocou ‘Rampage’.

Quando atuava no MMA, o veterano também não integrava o time dos mocinhos. Pelo contrário, ‘Rampage’ fazia questão de mostrar seu lado ‘bad boy’ e assustava adversários, parte dos fãs e até jornalistas. Mesmo assim, o americano, atualmente aposentado, deixou o personagem e um pouco da admiração que possui por McGregor de lado e revelou que, se pudesse, vingaria o idoso que o irlandês agrediu em um bar, em 2019.

“Não concordo com tudo que McGregor diz, mas acho que ele é ótimo para o esporte. Você sabe, no final do dia, ele é um artista. Para mim, McGregor pode dizer e fazer o que quiser. Ele meio que faz coisas que o deixam mal. Nunca encontrei o cara, mas sou fã por tudo que fez pelo esporte. Só queria que ele parasse de bater em idosos. Isso não está certo. Preciso dar um tapa em McGregor por essa m****”, decretou ‘Rampage’.

Quinton Jackson, de 43 anos, marcou época no MMA, por conta de seu estilo de luta e personalidade forte. ‘Rampage’ estreou no esporte em 1999 e se aposentou em 2019. Neste período, o americano construiu um cartel composto por 38 vitórias, sendo 20 por nocaute, e 14 derrotas.

O veterano se tornou campeão dos meio-pesados do UFC em 2007 e venceu grandes nomes da modalidade como Chuck Liddell (duas vezes), Dan Henderson, Igor Vovchanchyn, Kevin Randleman, Lyoto Machida, Murilo Bustamante, Ricardo Arona e Wanderlei Silva (duas vezes).

Mais em Notícias