Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

Notícias

‘Durinho’ revela torcida para Nate Diaz “dar surra” em Chimaev

Nate Diaz e Khamzat Chimaev medem forças neste sábado (10), na luta principal do UFC 279, em Las Vegas (EUA). Último atleta a enfrentar o russo no octógono, Gilbert ‘Durinho’ já decidiu para quem vai seu apoio. O brasileiro revelou que está na torcida para o ‘bad boy’ americano e que, apesar de ser franco azarão no duelo, o veterano tem condições de “dar uma surra” em seu rival.

Com a experiência de quem já travou um duelo de 15 minutos com ‘Borz’, Durinho explicou qual estratégia pode ser mais proveitosa para Diaz. De acordo com o brasileiro, é primordial que o americano sobreviva ao ímpeto inicial de Chimaev, a fim de explorar uma possível queda de rendimento do russo ao longo dos rounds finais.

“Estou torcendo para o Nate Diaz sobreviver à tempestade que virá nos dois primeiros rounds. Mas depois disso acho que o Nate tem chance. Os primeiros rounds serão duros para o Diaz, mas como o veterano que é, com toda experiência, espero que ele sobreviva a essa pressão inicial e que a luta vire a seu favor. Se ele conseguir lidar com o (Khamzat) no início, as pessoas podem ter uma surpresa (no sábado)”, previu, antes de dar seu palpite para o embate.

“Nate precisa ser o Nate. Entrar lá, engolir os golpes no início. Se o Khamzat não acabar rápido, ele terá uma noite longa pela frente. Espero que sim (Nate vença), não sou um fã do Chimaev. Quero que o Nate Diaz vença, estou torcendo para ele sobreviver aos primeiros assaltos e depois dar uma surra no Khamzat, sei que ele é capaz disso. Porque o gás do Chimaev diminui muito depois dos primeiros rounds. Seria muito maneiro ver Diaz sobreviver e depois ir crescendo, impondo seu ritmo. Meu palpite é (vitória) de Nate Diaz por decisão”, completou, em entrevista ao ‘TMZ Sports’.

Caso cumpra a previsão de Durinho, Diaz se tornaria o primeiro atleta a vencer Khamzat no MMA profissional. Atual número 3 do ranking dos meio-médios (77 kg), o russo detém um cartel irretocável de 11 vitórias, ao passo que o americano soma 20 triunfos e 13 derrotas.

Mais em Notícias