Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

Notícias

‘Durinho’ aponta problema psiquiátrico de lutador acusado de esfaquear irmãs

A recente prisão de Irwin Rivera, lutador do UFC, acusado de tentativa de assassinato após esfaquear suas duas irmãs, na Flórida (EUA), caiu como uma bomba no mundo do MMA. O ato criminoso pegou de surpresa as pessoas próximas ao atleta, como o brasileiro Gilbert ‘Durinho’, que saiu em defesa do amigo e companheiro de equipe na última terça-feira (12).

Em publicação nas suas redes sociais (veja abaixo ou clique aqui), ‘Durinho’ lamentou o ocorrido e alegou que o episódio não condiz com a verdadeira índole do companheiro. De acordo com o brasileiro, Rivera se encontra em um hospital psiquiátrico, onde aguarda o parecer dos médicos sobre uma possível condição relacionada à sua saúde mental, o que ajudaria a explicar o comportamento atípico do lutador.

Disposto a ajudar o amigo e sua família, ‘Durinho’ ainda informou aos seus seguidores sobre a criação de uma ‘vaquinha’ online para arrecadar fundos que serão destinados a pagar as despesas médicas das irmãs de Rivera e os honorários do advogado responsável por defender o atleta na justiça.

“Tenho certeza de que vocês já ouviram a triste notícia sobre meu irmão, companheiro de equipe e amigo Irwin Rivera. Em primeiro lugar, estou feliz que suas duas irmãs estejam se recuperando bem e com o quadro de saúde estável. Em segundo lugar, eu conheço Irwin há mais de oito anos, eu conheço ele muito bem! Já fiz corner dele, e ele já fez corner meu, já treinamos muito juntos, já cortamos peso juntos e muitos bons momentos em família também. E o Irwin que eu convivo e conheço seria incapaz de fazer mal a alguém, especialmente de sua própria família que eu sei o quanto ele ama!

Ele está em um hospital psiquiátrico agora para avaliar seu estado mental e aguardando o diagnóstico do médico. Estamos todos orando pela família Rivera por uma recuperação rápida e por Irwin para obter a ajuda de que precisa. Colocamos um link Go Fund Me na bio para ajudar com as contas médicas para minhas irmãs e advogado para meu irmão. Obrigado e que Deus abençoe a todos que dedicam seu tempo para ler minha mensagem”, escreveu ‘Durinho’ na legenda da publicação.

Além de ‘Durinho’, a própria irmã de Irwin, uma das vítimas, também se posicionou ao lado do lutador mexicano. Em comunicado divulgado no ‘Twitter’ por Ali Abdelaziz (veja abaixo ou clique aqui), empresário de Rivera, Leysle Rivera creditou o ataque do atleta do UFC a um “estado de instabilidade mental” e pediu orações para que seu irmão retorne para a família recuperado.


Ex-campeão peso-galo (61 kg) do Titan FC, Irwin Rivera estreou pelo UFC em maio de 2020 e já soma uma vitória e duas derrotas pela organização. O mexicano foi preso no último dia 7, após admitir ter esfaqueado suas duas irmãs, encontradas ensanguentadas em sua casa na Flórida. À polícia, o lutador ainda alegou ter recebido ordens de um “poder superior” para executar o ataque às vítimas.

Mais em Notícias