Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

Notícias

Dana White enaltece trilogia entre Fury e Wilder: “Foi o que o boxe precisava”

Realizada no último sábado (9), em Las Vegas (EUA), a trilogia entre Deontay Wilder e Tyson Fury se destacou não só no boxe, como também nos demais esportes de combate. Na ocasião, ‘The Gipsy King’ nocauteou ‘The Bronze Bomber’ no 11º round, venceu o rival pela segunda vez na carreira e defendeu seu cinturão do peso-pesado da WBC (Conselho Mundial de Boxe) e do ‘The Ring’. Atento ao que acontecia no encontro, Dana White se rendeu ao espetáculo.

Na coletiva de imprensa pós-‘Contender Series’, que aconteceu na última terça-feira (12) e que contou com a presença da reportagem da Ag. Fight, Dana elogiou Fury e Wilder pelo duelo de alto nível que travaram e cravou que o encontro entre os rivais fez muito bem para a imagem do boxe. No confronto, ‘The Bronze Bomber’ chegou a aplicar dois knockdowns no britânico em apenas um round, porém não definiu a peleja. Como sobreviveu aos ataques do americano, ‘The Gipsy King’ não se intimidou e nocauteou no 11º assalto.

De fato, o combate entre as estrelas da nobre arte ocorreu em um momento oportuno, já que, recentemente, parte dos fãs começou a criticar o esporte e questionar sua credibilidade por apostar em lutas protagonizadas por youtubers, atletas de diferentes modalidades e até mesmo em lendas dos ringues com idade avançada. Sendo assim, de acordo com o líder do UFC, Fury e Wilder mostraram ao público o que é o verdadeiro boxe.

“Eu achei incrível. Acho que a luta de pesados que aconteceu no sábado, deixa eu te contar uma coisa. Indo para lá, meu pensamento foi ‘para quê, por quê?’. Você sabe o que quero dizer. Joshua acabou de perder, então por que fazer isso? Porque o boxe precisava disso. O boxe precisava dessa luta. Foi uma luta incrível pelos pesados. Os dois lutaram muito. E para Fury chegar com 125 kgs e lutar da maneira que ele lutou. Ele sofreu knockdown, se levantou e continuou lutando. Era exatamente o que o boxe precisava. Que bom que aconteceu e parabéns a ambos, a todos os envolvidos e ao boxe”, declarou Dana.

A rivalidade entre Deontay Wilder e Tyson Fury se iniciou em 2018. Na ocasião, o duelo entre os astros do boxe terminou empatado e ambos declararam guerra. No segundo combate, realizado em fevereiro de 2020, ‘The Gypsy King’ foi superior no ringue, nocauteou ‘The Bronze Bomber’ no sétimo round e tirou a invencibilidade do mesmo. No capítulo final da história, o britânico voltou a vencer o desafeto por nocaute, dessa vez no 11º assalto. A curiosidade é que o americano possui apenas duas derrotas na carreira, sendo ambas para o inimigo.

Mais em Notícias