Siga-nos

Notícias

Confusão! Deonaty Wilder e equipe discordam sobre decisão de jogar a toalha

Deontay Wilder questionou a posição de seu time por interromper o confronto – Diego Ribas

A interrupção do duelo envolvendo Deontay Wilder e Tyson Fury ainda deve dar o que falar. Apesar de levar a pior durante todo o combate e sofrer dois knockdowns ao longo dos sete rounds disputados, o americano, até então campeão invicto do Conselho Mundial de Boxe (WBC), viu seu corner jogar a toalha para interromper o massacre que ele sofria diante de Tyson Fury. No entanto, a medida de proteção foi usada de forma errada, ao menos na visão do peso-pesado.

Assim que foi informado pelo árbitro de que a toalha havia sido jogado no centro do ringue em sinal de desistência, Wilder andou para seu corner e,. aos berros, perguntou porque eles tinham feito aquilo. Após alguns minutos de conversa até que o anúncio oficial fosse feito, o americano, já mais calmo, deixou claro que não concordava com a decisão de um de seus treinadores, mas que não há nada que ele possa fazer a respeito.

“Coisas assim acontecem. O melhor homem venceu essa noite, mas meu corner jogou a toalha, mas eu estava pronto para me defender. Tive muitas coisas acontecendo no treino para essa luta. É o que é, mas eu não tenho desculpas. Apenas gostaria que meu corner tivesse me deixado tentar”, questionou, ainda em cima do ringue, monstado no hotel Cassino MGM, em Las Vegas.

O treinador JayDeas afirmou que o lutador poderia ter lutado mais – Diego Ribas

Machucado e com um corte interno na orelha, o ex-campeão não participou da coletiva de imprensa e se encaminhou para o hospital após o fim da luta. Nessa conversa com a imprensa, Jay Deas, um de seus treinadores, apoiou sua postura e afirmou que não sabe porque um dos membros do corner tomou tal decisão.

“Sou o treinador principal, mas nós fazemos coisas diferentes. Nosso time é mais como o futebol americano, quando o treinador principal não necessariamente toma todas as decisões. No intervalo dos rounds, Mark disse algo sobre parar a luta, e eu disse para ele não fazer isso. Não acho que ele deveria ter feito isso”, afirmou, revelando que ainda não teve tempo de conversar o treinador Mark, mas que uma reunião com todo o time deve acontecer em breve.

“Vamos voltar mais fortes na próxima. Isso é sobre o que o boxe é, o melhor tem que lutar com o melhor”, finalizou Wilder, que já foi medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008.

Mais em Notícias