Siga-nos
Rigel Salazar/PxImages

Notícias

Comentarista do UFC elege Jon Jones como melhor lutador de todos os tempos

A discussão sobre quem era o ‘GOAT’ (sigla em inglês para ‘melhor de todos os tempos’) do MMA ganhou manchetes pelo mundo nas últimas semanas. O tema foi levantado após a aposentadoria de Khabib Nurmagomedov, que encerrou sua carreira de forma invicta, quando Dana White, presidente do UFC, o alçou a este patamar. No entanto, há quem pense o contrário.

Joe Rogan, comentarista do UFC, em declaração ao seu podcast ‘Joe Rogan Experience MMA Show’, elegeu Jon Jones como o melhor lutador da história. A justificativa do americano para essa afirmação é que o histórico de combates de ‘Bones’ no octógono e a facilidade com que bateu grandes rivais o deixam à frente dos demais.

“Quem é o melhor lutador de todos os tempos? Acho que se você olhar o início de carreira, Jones conquistou o cinturão em 2011 e, a partir daí, se tornou o atleta com mais lutas de título do que qualquer outro. Ele é o mais talentoso, com certeza. Jones foi o lutador mais jovem a ser campeão do UFC, vencendo ‘Shogun’, que é uma lenda. Ele dominou todos os lutadores antes de enfrentar Gustafsson. Jones não tinha perdido um round e acabava com os adversários, com uma carreira semelhante (como Khabib Nurmagomedov)”, disse, emendando.

“Vejam o que ele fez com Rashad (Evans), ‘Rampage’ (Jackson), Lyoto (Machida) e (Daniel) Cormier, na primeira luta. Jones conseguiu derrubar alguém como Cormier. Então você olha a segunda luta, que embora não tenha resultado, sabemos o que aconteceu. Ele chutou a cabeça de Cormier e o nocauteou. Foi espetacular”, completou.

De 2011 a 2015, Jon Jones reinou soberano na categoria dos meio-pesados (93 kg), perdendo o cinturão apenas por motivos ‘extra-octógono’. Em 2016, o americano conquistou o título interino da divisão, mas o perdeu por falha em teste antidoping. Na sequência, em 2017, ‘Bones’ nocauteou Daniel Cormier e faturou o título. Porém, também o perdeu por nova falha em exame antidoping. Após um período de suspensão, o lutador retornou em dezembro de 2018 e nocauteou Alexander Gustafsson, retomando seu posto de rei da categoria. Desde então derrotou Anthony Smith, Thiago ‘Marreta’ e Dominick Reyes.

Em agosto deste ano, Jon Jones anunciou que estava abdicando do cinturão dos meio-pesados para se aventurar na categoria dos pesados. Porém, ainda não existe previsão de estreia do americano na nova divisão e nem um adversário escolhido.

Mais em Notícias