Siga-nos
Reprodução/Instagram

Notícias

Campeão olímpico agradece apoio de Cejudo e Cormier, e cogita migrar para o MMA

O desempenho de Gable Steveson nas Olímpiadas de Tóquio foi tão impressionante, que a imprensa especializada começou a especular que o atleta vai migrar de esporte. Na competição, o americano, de 21 anos, conquistou a medalha de ouro no wrestling e virou alvo das principais organizações de MMA e também da WWE. O profissional mostrou ter consciência de que está requisitado no mercado e avaliou as opções.

Em entrevista ao site ‘MMA Junkie’, o campeão olímpico informou que vai estudar todas as propostas com carinho, mas deu a entender que deve fazer a migração do wrestling para o MMA. Inclusive, Steveson revelou que não é tão distante das artes marciais mistas. Apesar do interesse da WWE em contar com seus serviços, o profissional já assistiu um evento do PFL ao vivo e até marcou uma reunião com Dana White, líder do UFC.

“Cheguei a um ponto em que ganhar o ouro olímpico significa que você é o melhor lutador do mundo nos pesados. Para ir ao UFC, WWE, PFL, Bellator ou onde quer que eu aceite, seria legal vencer e me apresentar na melhor forma. Eu treinei MMA aqui e ali. Não em tempo integral, porque estou focado no wrestling, então sei que há muitas coisas que preciso acertar”, declarou o prodígio do wrestling, antes de completar.

“Tudo é um aprendizado. Ainda estou aprendendo wrestling até hoje. Ainda estou amadurecendo no tatame. Se eu mudar para o MMA, sei que tenho que colocar minhas mãos no lugar certo. Será apenas uma nova experiência de aprendizado. Estou aqui para dar o meu melhor e enfrentar novos desafios”, avaliou o wrestler.

Como a possibilidade do campeão olímpico trocar o wrestling pelo MMA e, principalmente, pelo UFC é alta, Daniel Cormier e Henry Cejudo abriram as portas da organização para receber o atleta. Além disso, os veteranos também deram conselhos para o mesmo repetir o sucesso alcançado no esporte na nova aventura.

Sendo assim, em entrevista ao site ‘Bleacher Report’, Steveson agradeceu e não escondeu que é fã da dupla. Cejudo e Cormier têm propriedade para analisar o cenário, já que o primeiro conquistou a medalha de ouro no wrestling, nas Olímpiadas de Beijing, em 2008, e o segundo representou o esporte no mais alto nível.

“É muito legal que Cejudo e Cormier tenham dito coisas tão boas sobre mim em entrevistas. Esses caras são ex-campeões, fizeram seu trabalho no UFC e sabem o que é preciso para chegar lá. Estou feliz por eles me avaliarem como uma pessoa que também pode fazer isso. É muito bom receber esse tipo de elogio desses caras”, concluiu.

Mais em Notícias