Siga-nos

Notícias

Bethe Correia dedica primeira vitória desde 2016 a irmã com câncer

‘Pitbull’ vivia jejum de vitórias e acabou com ele contra Eubanks – Miguel Rodríguez – Ag. Fight

Bethe Correia superou a desvantagem no primeiro round de seu duelo no UFC México e, com muita raça, conquistou sua primeira vitória desde 2016, derrotando Sijara Eubanks no último sábado (21). O triunfo significou muito para a brasileira, que, além de manter seu emprego seguro no Ultimate, dedicou o resultado positivo à sua irmã, Tatiana, que luta contra um câncer de mama.

‘Pitbull’, que já foi desafiante ao título peso-galo (61 kg), usou a sua página no Instagram (veja abaixo ou clique aqui) para agradecer às pessoas que a ajudaram na preparação para o confronto. Além disso, em entrevista acompanhada pela reportagem da Ag. Fight ainda dentro da Arena Cidade do México, a paraibana afirmou que não toparia um combate no UFC São Paulo, em novembro, porque deseja estar ao lado de Tatiana neste momento difícil.

“Não se consegue nada sozinha na vida! Dedico essa vitória à minha irmã, que está lutando contra câncer de mama, à minha família, que batalhamos unidos”, escreveu, além de agradecer ao marido e treinador Edelson Silva e aos demais técnicos. Bethe ainda revelou que, antes de viajar para o México, teve um problema na lombar que a manteve por três dias na cama.

Durante a entrevista pós-luta, Bethe afirmou que se acostumou muito bem à altitude de 2.250 m na Cidade do México, graças ao fato de que chegou à cidade com três semanas de antecedência. Assim como havia revelado à Ag. Fight durante a semana, a lutadora de 36 anos ressaltou que, no período de jejum de vitórias, cogitou se aposentar.

“Estou muito feliz, porque estava muito triste pensando: ‘Será que Deus não quer mais que eu lute? O que está acontecendo com minha vida?’ Gosto de lutar, gosto do UFC, mas aconteceram tantas coisas… Enfermidades, fiz três cirurgias em dois anos. Então, estava muito triste com minha carreira, mas agora estou muito feliz porque acho que posso muito mais”, declarou aos jornalistas presentes.

Como Tatiana vai ser submetida à segunda cirurgia do tratamento contra o câncer em outubro, Bethe declarou que não pretende estar no card do UFC São Paulo, a ser realizado no dia 16 de novembro. A paraibana estimou que deve ficar afastada do octógono até pelo menos dezembro deste ano.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Não se consegue nada sozinha na vida!!!! Dedico essa vitória a @tatianapnevescorreia Minha irmã que está lutando contra câncer de mama 🙏🏼 e a minha família que batalhamos unidos. Minha eterna gratidão a essas pessoas que esteve ao meu lado, ao meu amor 😍 @edelsonboxe por toda paciência e cuidado, a minha irmã linda @suzanacorreianeves que é como uma mãe e nunca ficou longe de mim em nenhuma luta, ao @vitorpimenta_ que aceitou esse desafio de me ajudar nessa luta e me deu sorte 🙏🏼🙏🏼🙏🏼 Gratidão a @bttlagoa que me acolheu no Rio, a @championsfactorycopacabana, @delarivaoficial que me ajudou no JJ, ao Pedrão que nos conhecemos na rua de Copacabana e fez meu físico pra essa luta @pedro.souza.54772. Ao @rodneycostaramos pela força. Não posso esquecer quem consertou minha lombar antes de viajar pro México que estava 3 dias de cama sem conseguir andar o [email protected], ao meu manager @wallidjfc guerra tempo todo. E especial aos que me ajudaram no México 🇲🇽 @juanfenixpuig, @carrillojaime , @yair_st, @castaneda3126 @ufcgymmx Tudo nosso!

Uma publicação compartilhada por Bethe (@bethecorreia) em

Mais em Notícias