Siga-nos
Rigel Salazar/PxImages

Notícias

Anderson Silva desiste de ‘aposentadoria forçada’ e promete volta ao MMA

Aos 45 anos e com apenas uma vitória em suas nove últimas lutas no UFC, Anderson Silva está determinado a seguir competindo. E quem garantiu isso foi o próprio atleta, através de um post em tom de comunicado aos fãs em suas redes sociais neste sábado (21) – (veja abaixo ou clique aqui).

De acordo com Anderson, sua aposentadoria declarada após a derrota para Uriah Hall, em outubro passado teria sido forçada. Na ocasião, Dana White, presidente do UFC, declarou que ainda tinha uma luta no contrato com o atleta e que ele jamais voltaria a competir no evento.

Nos últimos dias, o site ‘MMA Fighting’ publicou que o ‘Spider’, na verdade, tinha conseguido a liberação de seu contrato com o evento, o que o liberaria para competir em outra organizações. Por isso, Anderson foi claro ao dizer que “ainda tem o espírito de guerreiro” para seguir no esporte.

Vale lembrar que Scott Coker, presidente do Bellator, declarou recentemente que não pensava em contratar o veterano, ex-campeão dos pesos-médios (84 kg) do UFC e dono de alguns dos maiores recordes da história de sua categoria na organização.

Confira a declaração completa do atleta:

“Não queria falar sobre este assunto, até porque estou de férias e como diz o ditado: “O combinado não sai caro”. Vou deixar claro, para todos os meus fãs, que o momento é de alegria e de muita gratidão!!! Sinto-me livre, depois de tentarem forçar a minha aposentadoria!

Eu amo e sempre amei o que faço, ganhar ou perder faz parte, não tem absolutamente nada a ver com idade, cometi falhas técnicas e perdi, mas não perdi o principal, a vontade e o desejo de continuar fazendo o que amo, ainda tenho o espírito guerreiro e além dessa chama no meu coração que me motiva, tenho total convicção de que sou capaz de continuar competindo no MMA.

Aproveito esse momento para refletir sobre a minha carreira e traçar os meus próximos passos Stay Tuned!!!”

Mais em Notícias