Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

Notícias

Algoz de Adesanya no kickboxing estreia no MMA atento à possível revanche no UFC

Poucos atletas ostentam em seus currículos uma vitória sobre Israel Adesanya, atual campeão peso-médio (84 kg) do UFC. No MMA, apenas o polonês Jan Blachowicz possui tal honra. Já no kickboxing, modalidade na qual o nigeriano competia anteriormente, quatro lutadores podem se orgulhar de terem atingido tamanha façanha, entre eles o holandês Jason Wilnis, que está prestes a estrear no Mixed Martial Arts, onde, quem sabe, pode, no futuro, reencontrar o antigo rival.

Ex-campeão peso-médio do Glory, tradicional evento de kickboxing, Wilnis superou Adesanya, por pontos, em 2017, na penúltima luta do nigeriano na modalidade antes de migrar definitivamente para o MMA. Desde então, o holandês passou a conviver com resultados desfavoráveis, tendo vencido apenas um de seus sete combates seguintes.

A falta de resultados e o interesse de se aventurar na mesma modalidade na qual seu antigo rival se destacar a ponto de se tornar uma das principais estrelas do UFC contribuíram para a decisão do holandês de migrar de esporte. Em entrevista ao site ‘MMA Junkie’, Jason Wilnis – que estreia neste domingo (25) no MMA profissional, pelo evento Levels Fight League – destacou que seu objetivo é um dia chegar a uma das organizações que comandam o cenário do MMA mundial, como o UFC e o Bellator, e admitiu que o histórico positivo contra Adesanya é uma credencial importante para seu futuro na modalidade.

“Minha estreia no MMA demorou a chegar. Eu tentei mudar do kickboxing para o MMA cerca de quatro ou cinco anos atrás. Eu estava treinando muito wrestling e grappling, mas meus treinadores na época não achavam que era o momento certo. Eu sinto que o kickboxing se tornou muito limitado para mim e muito unidimensional. Eu quero usar meus cotovelos, eu quero fazer luta agarrada, eu quero tirar o melhor de mim e da minha carreira, e me desafiar”, explicou Wilnis, antes de completar.

“Meu objetivo no MMA é dar tudo no Levels Fight League e crescer como um lutador de MMA, e depois chegar ao UFC ou Bellator. Eu estou chegando no esporte com uma vitória sobre o atual campeão peso-médio do UFC Israel Adesanya, o que é bom, sem dúvida. Eu estou empolgado para entrar no esporte e seguir para a próxima fase da minha carreira”, destacou.

Apesar de reconhecer a importância de possuir em seu currículo uma vitória sobre o atual campeão do UFC, além de ressaltar seu desejo de competir futuramente pelo maior evento de MMA do planeta, o lutador descartou ter na revanche contra o nigeriano um dos itens de sua lista de objetivos na nova modalidade. Mesmo assim, Wilnis se mostrou aberto à possibilidade, caso seus caminhos voltem a se cruzar no futuro.

“Eu vi sua ascensão no UFC e eu estaria mentindo se não dissesse que aquilo serviu meio que como uma motivação para mim. Mas meus pensamentos no MMA começaram antes dele. Se eu chegar ao UFC e nossos caminhos se cruzarem, eu lutaria com ele novamente, com certeza. No entanto, eu estou na minha própria jornada, e eu não diria que enfrentá-lo é um objetivo específico meu”, concluiu.

Com mais de uma década de carreira no kickboxing profissional, Jason Wilnis acumulou um cartel de 31 vitórias, 12 derrotas e um empate. O holandês, de 30 anos, faz sua estreia no MMA neste domingo, contra Erhan Okuroglu, na luta principal do Levels Fight League 2, que acontece em Amsterdã, capital da Holanda.

Mais em Notícias