Siga-nos
exclusivo!

Vídeos

‘Massaranduba’ promete estilo falastrão em nova categoria no UFC

Se dentro do octógono Francisco ‘Massaranduba’ não aparenta sentir os efeitos dos 41 anos de idade, fora dele a idade avançada e a experiência adquirida com a mesma sinalizam mudanças drásticas para o futuro próximo. O desgastante corte de peso para atingir o limite da divisão dos leves (70 kg) não é algo que o brasileiro tenha intenção de manter em sua rotina e, por isso, a subida para os meio-médios (77 kg) é dada como certa pelo lutador. Na nova categoria, o ex-participante do ‘TUF Brasil’ ainda promete uma nova atitude.

No UFC desde 2012, depois de ser um dos participantes da primeira edição da versão brasileira do reality show ‘The Ultimate Fighter’, ‘Massaranduba’ chegou a engatar uma sequência de sete vitórias seguidas na organização. Mesmo assim, em razão do seu estilo mais reservado – comum na maioria dos atletas tupiniquins -, o veterano ficou longe de receber as oportunidades devidas para alcançar o topo da categoria dos leves e, consequentemente, garantir um maior reconhecimento, tanto financeiro como esportivo.

A experiência adquirida com a idade, no entanto, fez com que o lutador repensasse sua postura. Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight (veja abaixo ou clique aqui), ‘Massaranduba’ prometeu adotar um estilo ‘falastrão’ na nova categoria, tendo em vista o sucesso obtido por atletas desse tipo junto à organização e ao público. O brasileiro ainda fez questão de aconselhar seus compatriotas a seguirem o mesmo caminho, ainda que os fãs tupiniquins não apoiem este tipo de comportamento da mesma forma que os americanos, já acostumados com as provocações e xingamentos entre atletas.

“Eu vou ganhar duas, três lutas no 77 (kg) e começar a xingar todo mundo (risos). Começar a falar palavrão, xingar a galera e desafiar mesmo: ‘Quero lutar com esse manezão aí, quero bater na bunda dele’. Fazer igual os outros caras fazem. Eu acho que você tem que fazer barulho. E o lutador brasileiro, eu amo o meu país, mas se o lutador brasileiro fala uma besteira, o próprio cara que é seu fã vai te criticar, por você estar falando demais. Mas a gente tem que perder essa mentalidade. A gente tem que perder essa timidez. Poucos brasileiros são falastrões. Tem que falar, desafiar”, afirmou Francisco Trinaldo, antes de citar o peso-leve Charles ‘Do Bronx’, que vem de sete triunfos seguidos e tem tido dificuldade de conseguir um adversário acima do topo do ranking, como exemplo de alguém que se beneficiaria com a estratégia.

“Igual o Charles ‘Do Bronx’, que tá vindo de sete (vitórias), ele tem que falar, tem que xingar o fulano. Aí a torcida brasileira fica criticando o cara. Assim como eu, eu estava com sete vitórias seguidas e estava quieto no meu canto, podia vir qualquer um que eu lutava. Mas não é assim, e a torcida brasileira tem que ajudar a gente. Os americanos falam palavrão, falam tudo, são mal educados para caramba, e os caras gostam. Os caras chegam lá em cima, ganham bastante dinheiro, e a gente que fica quietinho, educado, não ganha porra nenhuma. A gente tem que falar. Vou ser mais falastrão. Vou xingar até a mãe do cara”, concluiu o lutador, que ainda citou Paulo ‘Borrachinha’ e Gilbert ‘Durinho’ como bons exemplos a serem seguidos, por saberem se promover fora dos octógonos e ‘se garantirem’ na hora da luta.

No MMA profissional desde 2006, Francisco Trinaldo, o ‘Massaranduba’, acumula 26 vitórias e sete derrotas em seu cartel. Com o planejamento de subir para os meio-médios já em seu próximo compromisso, o agora ex-peso-leve, de 41 anos, ainda prevê ampliar sua longevidade no esporte pela ausência do desgaste de corte de peso na nova categoria.

Mais em Vídeos