Siga-nos

Vídeos

Lineker relembra compra de videogame com dinheiro da alimentação antes de estreia no UFC

Após longa passagem pelo UFC, John Lineker assinou com o ONE Championship – Diego Ribas

Apesar de ser relativamente jovem, com 29 anos, John Lineker já passou por muitas situações inusitadas em sua carreira no MMA profissional, como a experiência de viajar sozinho para os Estados Unidos – onde faria sua estreia no UFC – sem saber falar uma palavra em inglês. Em entrevista ao vivo pelo ‘Youtube’ à reportagem da Ag Fight (veja abaixo ou clique aqui), o paranaense relembrou essa divertida história, que o uniu ao seu atual empresário e terminou com a realização de um sonho antigo.

Em maio de 2012, Lineker viajou aos Estados Unidos sem a companhia de seu então empresário ou de algum membro de sua equipe para fazer sua aguardada estreia no Ultimate, contra Louis Gaudinot, em combate válido pelo peso-mosca (57 kg), uma categoria abaixo de sua divisão de peso original. Sem falar inglês, o paranaense ainda conseguiu se virar na base da mímica para passar pela imigração do aeroporto e até chegar no hotel destinado aos atletas do evento. Já em sua acomodação, o lutador precisou esperar pela chegada de outros brasileiros que pudessem ajudá-lo na comunicação com os funcionários do UFC e na realização de tarefas básicas durante a semana pré-luta.

Foi então que apareceu a figura de Alex Davis, importante empresário do mundo do MMA natural de Nova Friburgo (RJ), que, ao chegar no hotel onde o lutador estava hospedado, passou a auxiliá-lo. A relação de parceria se estendeu, com Davis se tornando o agente de Lineker até hoje, mas não sem que uma divertida história acontecesse. Ao receber 500 dólares (cerca de R$ 2,7 mil) do UFC para sua alimentação ao longo da semana da luta, o paranaense pediu ao empresário para acompanhá-lo a um mercado, onde compraria um vídeo game ‘Playstation 3’. Mesmo alertado para o fato de que o dinheiro, em teoria, seria destinado para compra de alimentos, John optou pela realização de seu sonho.

“Cheguei no hotel, os caras (do UFC) tentando falar comigo e não conseguiam. Pegaram um tradutor (no celular) e falaram: ‘Fique no quarto porque terça-feira vai chegar um brasileiro e ele vai te ajudar’. Fiquei no quarto e só descia para tomar o café da manhã e voltava para o quarto. Aí na terça-feira chegou o Alex (Davis), me chamaram, e o Alex começou a me ajudar, assinava todas as papeladas, fazia todos os trâmites. E eu tentando cortar peso, nunca fiz isso na minha vida. Um professor acabou chegando e começou a me ajudar também”, relembrou Lineker, antes de continuar.

“O UFC me deu 500 dólares, então eu falei para o Alex: ‘Não tem como você me levar em um mercado? Quero comprar um Playstation 3’. E ele falou: ‘Não, mas o dinheiro é para comprar comida’. E eu respondi: ‘Mas eu não posso comer, vou comprar o vídeo game, sempre quis um vídeo game’. Comprei o vídeo game, uma marmitinha de alface com frango e cinco maçãs. Fiquei a semana inteira com alface, maçã e jogando vídeo game (risos). Foi um perrengue brabo que eu passei”, contou.

Após quase sete anos de trajetória no UFC – onde somou 12 vitórias e quatro derrotas -, John Lineker acabou dispensado pela organização. Em julho do ano passado, o paranaense assinou com o ONE Championship, entidade pela qual estreou no último mês de outubro, com triunfo sobre Muin Gafurov.

Mais em Vídeos