Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

Jiu-jitsu

Mackenzie Dern rasga elogios a Charles ‘Do Bronx’: “Melhor jiu-jitsu do UFC”

A ótima fase de Charles ‘Do Bronx’ atrai olhares e elogios não só dos fãs de MMA ao redor do mundo, mas também como de companheiros de profissão que exaltam as credenciais do brasileiro. A bola da vez foi Mackenzie Dern. Especialista na luta agarrada, a peso-palha (52 kg) do Ultimate rasgou elogios ao peso-leve (70 kg) e o elegeu como o melhor representante do jiu-jitsu dentro do UFC atualmente.

Em participação no podcast ‘Fighter vs Writer’, Mackenzie opinou que Charles foi quem melhor soube adaptar as técnicas de jiu-jitsu dentro do octógono, mesmo sem um histórico notório na arte suave. Uma das atletas mais letais  do MMA feminino no solo, a faixa-preta também consegue se inspirar na trajetória do paulista para, quem sabe, também se tornar campeã dentro do Ultimate.

“Na minha opinião, o melhor jiu-jitsu no UFC é o do Charles ‘Do Bronx’, por conta do seu jiu-jitsu dentro do MMA. No meio do jiu-jitsu, ele não era um faixa-preta campeão mundial ou vencedor do ADCC, nem nada disso, então ele não era um cara famoso nesse meio. Mas no MMA, para mim, ele tem o melhor jiu-jitsu. Ele tem mais finalizações, sabe se virar de costas para o chão, sabe jogar por cima. Se você quer conhecer o melhor jiu-jitsu dentro do MMA, (veja) Charles ‘Do Bronx’”, apontou, antes de mostrar identificação com a história de Charles.

“Ele com certeza se tornou um lutador mais maduro. Ele está há dez anos no UFC, dá para notar que ele atingiu a maturidade na luta, inteligente, confiante, estratégico, está tudo lá agora. Ele se tornou um faixa-preta no MMA (…) Levou dez anos para ele chegar nesse ponto, o melhor do mundo (…) É definitivamente inspirador para mim. Tudo que o tempo e a experiência te dão, com certeza consigo me ver e me inspirar no Charles”, completou.

Para se aproximar do objetivo de se tornar campeã do Ultimate, Mackenzie Dern entra em ação neste sábado, na luta principal do card deste sábado (1º). Atual número 5 do ranking dos pesos-palhas, a norte-americana que também tem nacionalidade brasileira enfrenta Xiaonan Yan, sexta colocada na listagem da divisão.

Mais em Jiu-jitsu