Rogério ‘Minotouro’ vai se aposentar do MMA – Leandro Bernardes

Há exatamente 15 anos, Rogério ‘Minotouro’ e Maurício ‘Shogun’ travavam uma batalha que até hoje é lembrada como uma das melhores da história do MMA. Ainda pelo extinto evento japonês Pride, os brasileiros fizeram um combate eletrizante por três rounds, cheios de reviravoltas, até o triunfo do curitibano que foi declarado vencedor por decisão unânime dos jurados. Mesmo derrotado naquela noite, o irmão gêmeo de Rodrigo ‘Minotauro’ guarda boas recordações deste duelo e valoriza a experiência que passou.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag.Fight, o meio-pesado (93 kg), que no próximo dia 25 de julho reencontra justamente seu algoz desta data emblemática, em evento do UFC na ‘Ilha da Luta’, em Abu Dhabi (EAU), relembrou os detalhes do evento que marcou era. De acordo com ‘Minotouro’, aquela luta lhe mostrou, em uma espécie de lição, o que ele precisava evoluir como atleta no decorrer de sua carreira.

“Foi uma luta muito boa. Para mim, na parte em pé eu ganhei, com certeza. Naquela época não valiam tantos pontos com quedas e ele não foi tão contundente, não me danificou muito. Ao me ver eu estava levando aquela luta e no fim ele me deu um knockdown. Mas eu tive uma lição. Depois daquela luta eu comecei a treinar mais wrestling, então foi bom para mim como atleta. Cresci como lutador, tomei essa lição”, afirmou.

Embora tenha sido uma apresentação histórica e que até hoje é lembrada pelos fãs, Rogério não a considera sua melhor atuação na carreira e citou outros shows em que acredita que atuou melhor. No entanto, para o brasileiro, esse combate contra o ‘Shogun’ talvez tenha sido a luta em que estava mais bem preparado.

“Não foi a melhor (atuação da minha carreira). Acho que contra o Dan Henderson eu lutei melhor (em triunfo no Pride, em 2005). Ele é tão duro quanto o ‘Shogun’ e terminei essa luta no primeiro round. Mas acho que a luta com o ‘Shogun’ foi uma das que arrisquei mais, sai na porrada mesmo. Estava muito bem naquele dia. Acho que foi uma das lutas em que fiquei mais bem treinado mesmo”, explicou o meio-pesado, que destacou que esse confronto diante do seu compatriota, mesmo com o revés, o colocou no centro das atenções no MMA

“Não foi um divisor de águas, acho que pode ter sido um dos. Teve a luta com o Dan Henderson, (Alistair) Overeem, (Kazushi) Sakuraba também. Acho que essa luta pode ter despertado a atenção de todos que eu era um dos melhores da categoria, que fez uma das melhores lutas. Até hoje essa luta é lembrada”, concluiu.

Com 43 anos, Rogério ‘Minotouro’ vai se despedir oficialmente do MMA no dia 25 de julho. O brasileiro confirmou que esse embate contra Maurício ‘Shogun’ será o último em sua carreira. Na modalidade profissional desde 2001, o brasileiro, que atuou no Pride e UFC, acumula 23 vitórias e nove derrotas.