Siga-nos

GALERIAS

TOP 10: Relembre os astros do UFC que caíram de rendimento após derrota emblemática

Apontado por muitos como o maior lutador de todos os tempos, Anderson Silva não vive a melhor fase de sua carreira. Aos 45 anos, o atleta, que é dono dos principais recordes da divisão dos médios (84 kg), abre nossa lista sobre os ídolos do UFC que caíram de rendimento após uma derrota emblemática. E é impossível não lembrar seu retrospecto após sofrer a primeira derrota para Chris Weidman, em 2013. De lá para cá, são seis derrotas, um 'No Contest' e apenas uma vitória... - Leandro Bernardes
Por sua vez, o próprio Chris Weidman também não se reencontrou mais no octógono após sofrer uma contundente derrota para Luke Rockhold, em dezembro de 2015. Após perder o cinturão do UFC, o americano venceu apenas uma disputa e já acumula cinco tropeços em suas seis últimas apresentações no octógono - Leandro Bernardes
Dando sequência à "zica" entre os campeões da categoria, Rockhold não rendeu como antes após bater Weidman. Na luta seguinte, o americano foi nocauteado por Michael Bisping e deu início à pior fase de sua carreira. Se apresentando apenas uma vez por ano, o atleta perdeu três lutas por nocaute e venceu apenas uma em suas quatro últimas apresentações - Florian Sadler
Ex-campeão dos pesos-penas (66 kg), José Aldo reinou absoluto na divisão por anos, até que cruzou caminhos com Conor McGregor. Nocauteado em meros 13 segundos, em duelo realizado em 2015, o brasileiro acumula seis derrotas e três triunfos em suas nove últimas disputas - Natássia del Fischer
Outro peso-pena que merece lugar nesta lista é Chad Mendes. Após sua segunda derrota para José Aldo, em 2014, o atleta nunca mais foi o mesmo, tanto que se aposentou do esporte com quatro derrotas e apenas duas vitórias em suas seis últimas apresentações - Erik Engelhart
Ronda Rousey é um caso emblemático. Campeã dos galos (61 kg) e invicta no esporte, a judoca americana mudou de postura após ser nocauteada por Holly Holm, em 2015. Desde então, ela se afastou da mídia e lutou apenas mais uma vez, quando acabou atropelada pela Amanda Nunes em menos de um minuto. Após a disputa, a atleta migrou para a WWE (telecatch) - Diego Ribas
Talvez o caso mais contundente desta lista, Renan 'Barão' mudou da água para vinho após perder a primeira vez para TJ Dillashaw. Ex-campeão dos galos (61 kg), o atleta entrou em má fase que o segue até hoje. Aos 33 anos, o brasileiro foi demitido do UFC com oito vitórias e apenas duas derrotas em suas últimas dez disputas no octógono - Leandro Bernardes
Membro do Hall da Fama do UFC, BJ Penn perdeu o cinturão dos leves (70 kg) para Frankie Edgar em 2010. Desde então, derrotas e tentativas de aposentadoria marcaram seus anos finais no octógono. Ao todo, foram nove derrotas, um empate e apenas uma vitória na fase final de sua carreira - Leandro Bernardes
O americano Johny Hendricks pareceu não ser mais o mesmo depois de perder sua segunda batalha de cinco rounds contra Robbie Lawler, em 2014. Com seis derrotas nas últimas oito lutas e três falhas na balança, o veterano pendurou suas luvas do MMA - Diego Ribas
Ex-campeão dos meio-pesados (93 kg) do UFC, Rashad Evans travou uma guerra de nervos com Jon Jones em 2012. Superado pelo ex-parceiro de treinos, 'Sugar' caiu de rendimento e acumulou sete derrotas em suas nove últimas apresentações, o que culminou com sua aposentadoria do esporte - Diego Ribas

Mais Galerias