Siga-nos

GALERIAS

O adeus de José Aldo ao MMA! Confira lista de lutadores que anunciaram a aposentadoria em 2022

No último domingo (18), José Aldo decidiu se aposentar do MMA. Ao longo dos anos, o brasileiro foi campeão do peso-pena (66) do WEC e do UFC e, não à toa, passou a ser considerado por parte dos fãs e demais atletas como o melhor lutador da história da categoria e um dos melhores de todos os tempos do esporte. Além da passagem de sucesso pela divisão, o veterano, já no final da carreira, se destacou no peso-galo (61 kg) e disputou o título, que não veio. Além do 'Rei do Rio', outros nomes importantes da modalidade também se aposentaram em 2022. Sendo assim, a reportagem da Ag. Fight reuniu os profissionais que se despediram das artes marciais mistas na atual temporada - Diego Ribas/PxImages
Amigo e parceiro de treino de José Aldo, Leo Santos, de 42 anos, anunciou sua aposentadoria em setembro, pouco tempo depois de ser derrotado por Jared Gordon, em agosto. No MMA desde 2002, o brasileiro deixa a modalidade com um cartel composto por 25 lutas, 18 vitórias, seis derrotas e um empate. Entre suas realizações, o veterano foi o vencedor da segunda edição do reality show 'TUF Brasil' - Diego Ribas/PxImages
Em junho, foi a vez de Joanna Jedrzejczyk sair de cena. A ex-campeã do peso-palha (52 kg) do UFC já não atuava desde 2020 e, quando retornou à ação, foi novamente derrotada por Zhang Weili e o nocaute custou caro. Tanto que, ainda no octógono, a polonesa não pensou duas vezes e anunciou sua aposentadoria do MMA. De qualquer forma, Joanna marcou época no esporte. A 'Rainha da Violência' foi a atleta que dominou a categoria por mais tempo e, assim, passou a integrar o seleto grupo de melhores lutadoras da história das artes marciais mistas - Louis Grasse/PxImages
Afastado do MMA desde 2019, Luke Rockhold voltou a atuar em 2022 e pagou caro. Na luta contra Paulo 'Borrachinha', realizada em agosto, o ex-campeão do peso-médio (84 kg) do UFC sofreu ao lidar com o tempo parado e com um oponente mais jovem. No octógono, o veterano recebeu duros golpes, sangrou e perdeu por decisão unânime. Abalado com o revés para o rival, o americano decidiu se aposentar imediatamente e explicou que estava muito velho para seguir em atividade. O atleta se despede do esporte com um cartel composto por 16 vitórias e seis derrotas e podendo se gabar de ter conquistado os títulos do Ultimate e do Strikeforce - Diego Ribas/PxImages
Donald Cerrone, um dos lutadores mais queridos por parte dos fãs, também se aposentou. 'Cowboy' tomou a dura decisão de pendurar as luvas em julho, logo após perder para Jim Miller. Inclusive, o revés ampliou a má fase do atleta, derrotado seis vezes nos últimos sete combates. A última vitória do americano aconteceu em 2019. Mesmo assim, o retrospecto não mancha a carreira do profissional que, no futuro, deve integrar o 'Hall da Fama' do UFC. Ao longo dos anos, o veterano chegou a disputar o título do peso-leve (70 kg) do Ultimate e do WEC - Diego Ribas/PxImages
Aos 38 anos, foi a vez de Felice Herrig se aposentar. Em junho, a americana, que não atuava desde 2020, perdeu a quarta luta seguida no UFC e, imediatamente, optou por largar o esporte. Sendo assim, a atleta encerra sua carreira com 24 combates disputados, com 14 vitórias e dez derrotas - Divulgação/UFC
Além de Joanna Jedrzejczyk e Felice Herrig, o MMA feminino também perdeu Jessica Eye. Em julho, a americana deu adeus ao esporte ao perder a quarta luta seguida no UFC. Veterana das artes marciais mistas, a atleta saiu de cena com um cartel composto por 15 vitórias, 11 derrotas e um 'no contest' - Louis Grasse/PxImages
Por último, mas não menos importante vem Frankie Edgar. É bem verdade que o americano, de 40 anos, ainda segue em atividade, porém o mesmo indica que sua luta de despedida do MMA deve acontecer em novembro. O atleta ficou conhecido no esporte por sua dedicação e garra, já que, apesar da desvantagem física contra boa parte dos adversários, conseguia superar a concorrência. Ao longo dos anos, 'The Answer' foi campeão do peso-leve (70 kg), disputou o cinturão do peso-pena (66 kg) e integrou o peso-galo (61 kg) - Diego Ribas/PxImages

Mais Galerias