Siga-nos
Divulgação/PFL

Eventos internacionais

Renan ‘Problema’ critica sistema de lutas do PFL e provoca Werdum: “Perde de novo”

Na última terça-feira (1º), o PFL divulgou as lutas válidas pela segunda rodada do GP do peso-pesado e, imediatamente, parte da comunidade do MMA estranhou alguns encontros. No evento que acontece no dia 25 de junho, em New Jersey (EUA), Fabrício Werdum vai encarar Brandon Sayles, enquanto Renan Ferreira mede forças com Ali Isayev, campeão do último torneio da companhia. Após o anúncio dos duelos, ‘Problema’ se mostrou contrariado e não só criticou a organização, como também provocou o veterano.

Em comunicado enviado para a imprensa, Renan questionou o método utilizado pelo PFL para definir as lutas e o tratamento que a organização dá a certos lutadores. De acordo com ‘Problema’, isso ficou evidente em sua luta contra Werdum. Na ocasião, a promessa do MMA nocauteou o ex-campeão do peso-pesado do UFC e faturou seis pontos pela vitória por via rápida no primeiro round. Contudo, Werdum não aceitou o resultado.

Imediatamente, o gaúcho alegou que o rival bateu quando aplicou um triângulo no mesmo. Ainda no evento, Werdum viu o replay do combate, conversou com Ray Sefo, presidente do PFL, e informou que iria apelar para anular a derrota. Dias depois, a Comissão Atlética acatou o pedido da lenda do MMA e transformou o revés em ‘no-contest’. Inconformado com o ocorrido, ‘Problema’ lamentou o posicionamento da organização.

“Tudo isso é muito estranho. Ray Sefo disse à minha equipe que a revanche com Werdum era a luta que faria sentido a seguir. O PFL fez postagens nas redes sociais perguntando se as pessoas queriam ver e elas disseram que sim. Agora, descobrimos que estou enfrentando o último campeão, enquanto Werdum enfrenta Sayles. Acho interessante como tudo isso está acontecendo”, declarou ‘Problema’, antes de completar.

“Primeiro, eles entrevistaram Werdum depois da luta, mas não me entrevistaram. Eles mostraram o replay em câmera lenta, que fez parecer que eu bati. Depois disso, a Comissão mudou o resultado da nossa luta em uma decisão tão rápida, que muitas pessoas questionaram o procedimento. Quais são os critérios deles? Não temos ideia de como funciona o matchmaking aqui, mas algumas coisas parecem meio duvidosas”, comentou, de acordo com o site ‘MMA Fighting’.

Agora, Renan vai enfrentar Isayev e para avançar no torneio do peso-pesado do PFL, precisa impressionar diante do russo, campeão do último GP realizado pela companhia. Vale lembrar que o atleta está invicto no MMA, mas não luta desde 2019.

Sendo assim, ‘Problema’ garantiu estar motivado para impor a primeira derrota no cartel do oponente e aproveitou para provocar Werdum. Após encarar Isayev, a promessa do esporte deu a entender que vai perseguir um acerto de contas com a lenda da modalidade.

“Isaev é um lutador muito bom e eu sabia que um dia iríamos nos cruzar. Estarei pronto e vou acabar com ele para avançar no torneio. Eles não serão capazes de proteger Werdum para sempre. Eu ficaria envergonhado de estar no lugar dele depois de toda m**** que ele disse depois da luta. Eu ligaria para o PFL para fazer a revanche acontecer, mas ele sabe que vai perder de novo e por isso não quer nada comigo”, concluiu.

Mais em Eventos internacionais