Siga-nos

Eventos internacionais

Alex Poatan e irmã disputam cinturões do GLORY na mesma noite

Alex Poatan ganhou fama no mundo MMA por conta de suas vitórias diante de Israel Adesanya – além de aplicar um nocaute assustador em Thomas Powell em sua estreia no LFA. Porém, o atleta representa muito mais no kickboxing, modalidade na qual é um dos principais nomes do GLORY, tanto que foi escalado como um dos pilares da edição de número 77 da organização. O evento será o primeiro da companhia na temporada 2021 e vai acontecer no dia 30 de janeiro, em Roterdã, na Holanda. Nesta noite, quatro cinturões serão colocados em jogo, com direito a participação de Poatan e de sua irmã, Aline Pereira.

Alex Poatan vai disputar o cinturão de Artem Vakhitov, número um dos meio-pesados, e o duelo é bastante aguardado por conta da diferença do estilo de luta entre ambos. Inclusive, o russo já defendeu seu título cinco vezes. Vale lembrar que o brasileiro é o atual campeão do peso-médio, possui o cinturão interino dos meio-pesados e também é o primeiro kickboxer na história do GLORY a conquistar dois títulos em categorias diferentes simultaneamente. Confiante, o paulista analisou o combate e citou seu diferencial para permanecer no caminho das vitórias.

“Vakhitov sofreu muitas críticas nas últimas atuações e disse teve problemas sucessivos com lesões que o fizeram mudar o jeito de lutar. Tomara que agora venha 100% e na melhor forma possível para que no final, independente do resultado, reconheça que demos tudo em cima do ringue. Sem desculpas. Somos lutadores que impõem muita pressão, mas tecnicamente diferentes. Não sou como a maioria dos caras que ele enfrentou, que tinham o estilo mais voltado ao kickboxing holandês. Não ficarei parado com a guarda alta, absorvendo golpes. A movimentação pode ser uma boa chave para o sucesso e faz parte do pacote ‘Poatan’. Tenho recursos no meu jogo que valorizam a dinâmica e reforçam minha potência naturalmente”, declarou Poatan em comunicado enviado à imprensa.

Aline Pereira também representa o Brasil na noite de gala do Glory. Embalada por duas vitórias seguidas, a irmã de Alex Poatan ganhou a chance de desafiar a americana Tiffany VanSoest pelo cinturão do super-galo feminino. A brasileira destacou a experiência da adversária, mas garantiu estar preparada para a dura missão.

“Faz tempo que venho me preparando para um desafio desse porte. A maior vivência da Tiffany é algo a ser levado em conta, mas não me assusta. Tenho vantagem na envergadura e trabalhamos para que isso seja diferencial contra o volume de golpes eficiente que ela sempre executa”, informou Aline.

Além da presença dos irmãos, o GLORY 77 terá como ‘main event’ a disputa de cinturão do peso-pesado entre o campeão Rico Verhoeven e Jamal Ben Saddik. Essa será a terceira vez que a dupla vai se enfrentar e o holandês, número um da categoria, leva vantagem na rivalidade, com duas vitórias. Por último, mas não menos importante se encontra a classe dos meio-médios.

O campeão Cedric Doumbé atuou em dezembro e não quis saber de descanso. Agora, o próximo desafiante do francês é o holandês Murthel Groenhart, dono do cinturão interino divisão. O encontro entre os rivais também representa uma trilogia, só que nessa há uma vitória para cada lado.

Mais em Eventos internacionais