Siga-nos
Amanda Westcott/Triller Fight Club

Entrevistas

Vitor Belfort promete evento da ‘Triad Combat’ no Brasil: “Exportador de campeões”

Aos 44 anos, Vitor Belfort é dono de um extenso currículo nos esportes de combate, mas possui a empolgação de um atleta em início de carreira. Após alcançar o patamar mais alto no MMA e nocautear Evander Holyfield nos ringues, agora, ‘The Phenom’ se prepara para atuar no ‘Triad Combat 2’, evento que mistura regras das artes marciais mistas com as do boxe, e que será realizado no dia 26 de fevereiro, em Houston (EUA). No show, o ícone brasileiro vai encarar Chad Dawson e, se depender dele, seu país vai abrigar novas edições da franquia.

No media day virtual, realizado nesta terça-feira (18) e que contou com a presença da reportagem da Ag. Fight, Belfort não escondeu a animação por seguir atuando em alto nível, contra adversários de gabarito, mesmo com uma idade avançada para praticar esportes de combate e, como tem boa relação com a alta cúpula do ‘Triad Combat’, informou que a organização deve visitar o Brasil ainda na temporada 2022. Além de ‘The Phenom’, Júnior ‘Cigano’ também estará em ação, e, de acordo com o veterano, mais profissionais brasileiros devem integrar a companhia por conta da reputação que o país possui no mundo das lutas.

É bem verdade que o ‘Triad Combat’ é uma organização nova, que vai para sua segunda edição, sendo assim, não é tão popular, mas Belfort minimiza tal status devido a proposta diferente que ela oferece tanto para atletas, quanto para os amantes das lutas. Outro ponto que o ex-campeão do UFC destaca é que a empresa busca contar com lutadores renomados em seus esportes de origem e apresenta duelos empolgantes, sendo assim, Vitor sinaliza que está é a receita do sucesso para agradar os fãs locais e se consolidar no Brasil.

“Tem planos. Quando eu trouxe a ideia, na hora, gostaram. Não consegui lutar no número um, estou no número dois. Quem que a gente tem que trazer para cá? Todas aquelas pessoas da meritocracia. Aqui não é política. Se você tem seguidores, engajamento, se você fez por merecer, você estará no Triad. Aqui não é esqueminha. Aqui, vai estar quem merece. Assim que é o trabalho. Meritocracia é o melhor trabalho do mundo. O Brasil será o grande exportador de campeões do Triad. A visão é trazer todos os werstlers, pugilistas, imagina a quantidade de pugilistas que vão poder migrar, sem largar a carreira no boxe”, declarou Belfort, antes de completar.

“Hoje em dia, quem é milionário, não investe tudo em um lugar só. Você tem que investir em outros lugares. Se você é um lutador de boxe, você pode botar um pouco de suas ações no Triad, porque ali você vai crescer, vai expandir. A gente veio não para tomar de alguém. Cada um continua no seu ramo, mas aqui a gente se encontra no meio. É um lugar muito justo para quem luta boxe e um lugar muito justo para quem luta MMA, mas também muito justo para os wrestlers. Será muito entretenimento e o Brasil merece ter um Triad ainda esse ano. Prometo que estaremos ainda esse ano no Brasil”, concluiu.

Vitor Belfort é um grande nome dos esportes de combate e se destaca por sua qualidade no boxe e no jiu-jitsu. ‘The Phenom’ iniciou sua trajetória no MMA em 1996 e realizou sua última luta em 2018. Pelo UFC, o brasileiro conquistou o torneio do peso-pesado e se tornou campeão dos meio-pesados (93 kg). Seus principais triunfos foram sobre Anthony Johnson, Dan Henderson (duas vezes), Luke Rockhold, Michael Bisping, Nate Marquardt, Randy Couture, Rich Franklin, Tank Abbott e Wanderlei Silva. Em setembro, o atleta atuou nos ringues contra Evander Holyfield e nocauteou no primeiro round.

Mais em Entrevistas