Siga-nos
exclusivo!
Arquivo pessoal

Entrevistas

Treinador promete Whittaker ‘completo’ no UFC 254: “Vai abrir a caixa de ferramentas”

Após retomar o caminho das vitórias no Ultimate em julho deste ano, quando derrotou Darren Till por pontos, Robert Whittaker vem embalado para seu próximo compromisso na franquia. Neste sábado (24), o australiano enfrenta Jared Cannonier, na co-luta principal do UFC 254, em Abu Dhabi (EAU). No que depender da equipe do ex-campeão do peso-médio (84 kg) da liga, o público vai ver uma nova versão do atleta.

Quem adiantou essa situação foi Alex Prates, um dos principais treinadores de Whittaker. Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, o brasileiro destacou que a ideia é que o lutador mostre o quanto seu jogo é completo, sem ficar preso a somente uma área específica. O técnico, inclusive, adiantou que vê seu pupilo superior ao rival em tudo.

“Temos arapucas preparadas e uma maneira que vamos agir contra o Cannonier. Mas eu quero que o Robert abra a caixa de ferramentas. Ele é muito completo. Quero que ele comece a variar mais o jogo. Talvez vá botar para baixo, acho que ele tem condições de colocar para baixo, mas não tem necessidade. Pode parecer um detalhe sutil, mas é enorme. Se ele colocar e o Cannonier levantar, não tem problema. Acho que o Robert é melhor do que ele em tudo. Quero que ele explore isso. A estratégia é abrir a caixa de ferramentas e onde encaixar, vamos para cima. Vamos usar tudo. Quando ele começar a usar todas as armas, vai ficar muito difícil de ser batido”, afirmou Alex.

Além de adiantar que Whittaker deve explorar outras facetas do seu jogo, Prates também reforçou a confiança que o ex-campeão vai fazer uma apresentação melhor do que a última vez que atuou, principalmente pela importância do combate, por praticamente decidir o próximo desafiante ao título da divisão. Contra Till, o australiano encontrou certas dificuldades durante o combate e só venceu pela decisão dos árbitros.

“Ele tem dez anos de UFC e é bem experiente na organização. Então a expectativa dele para essa luta é uma guerra. Ele já lutou com (Yoel) Romero, (Ronaldo) ‘Jacaré’. Estamos esperando uma guerra e ele está pronto. Ele cresce nesses momentos e isso que faz dele um cara especial. Acho que o que nos favorece dessa vez é pelo ritmo de luta e a familiaridade que tem com o processo da ‘Ilha da Luta’. Mas não conto com isso, é mais uma luta. Mas o trabalho foi feito, espero que tenha uma atuação melhor (do que contra o Till). Acho que vai ser uma luta mais eletrizante pelo estilo dos dois”, adiantou.

Depois de um período afastado do Ultimate, Robert Whittaker retornou ao octógono diante de Darren Till, em julho deste ano, e saiu vencedor na decisão unânime dos juízes após cinco rounds disputados, na primeira passagem do UFC pela ‘Ilha da Luta’. Ex-campeão peso-médio da organização, o australiano ocupa atualmente a primeira posição no ranking da categoria, atrás somente do atual detentor do cinturão, Israel Adesanya.

Mais em Entrevistas