Siga-nos

Entrevistas

Sincera! Polyana admite foco no financeiro e deixa corrida pelo título em 2º plano

Depois de iniciar sua trajetória no Ultimate com três derrotas em quatro lutas, Polyana Viana consolidou sua recuperação na organização no último sábado (13), ao finalizar Mallory Martin no card preliminar da edição 258, e conquistar sua segunda vitória seguida. Em sua melhor fase como atleta do plantel do principal evento de MMA do planeta, era de se esperar que a brasileira vislumbrasse um desafio ainda maior para seu próximo compromisso, com o intuito de se aproximar do top 15 da divisão peso-palha (52 kg).

Mas, de acordo com a própria lutadora, essa possibilidade não faz parte dos seus planos no momento. Em conversa com a Ag Fight, durante a coletiva de imprensa do UFC 258 (veja acima ou clique aqui), Polyana, de forma bastante sincera, destacou que sua prioridade atual é garantir a maior recompensa financeira com as bolsas de suas lutas para ajudar sua família.

Para isso a paraense cogita deixar em segundo plano a sua ascensão na categoria, visando se aproximar de uma disputa de título futura. Vale ressaltar que a ideia de Polyana se baseia no fato do UFC dividir o pagamento de seus atletas entre duas taxas: uma de apresentação e outra pela vitória. O que explica o aparente desinteresse da brasileira em duelos mais complicados, que poderiam deixá-la sem parte do valor de sua bolsa em caso de derrota.

“Estar pronta (para desafios maiores), eu acho que estou. Mas no momento não é o que eu estou visando. No momento, eu quero ganhar dinheiro para ajudar minha família. E eu não quero subir para depois descer. Por enquanto, eu quero só ganhar dinheiro. Eu não estou visando lutar pelo cinturão imediatamente”, revelou Polyana.

Ex-campeã peso-palha do Jungle Fight, Polyana Viana iniciou sua trajetória no UFC em fevereiro de 2018, com uma vitória sobre Maia Stevenson, em evento realizado no Pará, seu estado natal. Depois do debute com o pé direito, a brasileira sofreu três derrotas consecutivas, colocando em risco sua continuidade na organização. Pressionada, a atleta da ‘Tatá Fight Team’ conseguiu reverter a situação e, com o triunfo sobre Mallory Martin no último sábado, engatou sua melhor sequência na liga, com dois resultados positivos seguidos.

Mais em Entrevistas