Siga-nos

Entrevistas

Santiago Ponzinibbio elege adversários preferidos para próxima luta no UFC

Santiago Ponzinibbio brilhou no UFC Vegas 28. No evento realizado no último sábado (5), em Las Vegas (EUA), o argentino protagonizou uma verdadeira batalha contra Miguel Baeza, superou a promessa dos meio-médios (77 kg) por decisão unânime e ainda faturou o bônus de ‘luta da noite’. Após o triunfo de virada sobre o adversário, ‘Gente Boa’ mostrou empolgação e tratou de desafiar o top-5 da categoria.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight (veja acima ou clique aqui), Santiago se colocou entre os melhores meio-médios do UFC e justificou seu posicionamento ao mencionar seu histórico na organização. De acordo com o argentino, a vitória sobre Baeza, da forma como foi, comprovou seu alto nível no esporte.

Ao superar a promessa da categoria, ‘Gente Boa’ se reencontrou com as vitórias e, mais do que isso, voltou a ser ativo. Vale lembrar que o atleta não atuava desde 2018 e essa foi sua segunda luta em 2021. Agora, Santiago busca recuperar sua posição no top-15 dos meio-médios e o tempo perdido no MMA por conta das lesões. Sendo assim, o argentino citou Gilbert ‘Durinho’, Stephen Thompson e Vicente Luque como principais alvos.

“Estrou entre os melhores. São 13 lutas pelo UFC, dez vitórias, venci caras muito duros. Esse menino não é conhecido, mas é muito duro, tem um potencial muito grande. Ele vai longe, então acredito que mereço voltar ao ranking. Eu estava ranqueado, cheguei até o número seis. Eu daria uma boa luta com o Vicente Luque, contra o perdedor de Stephen Thompson e ‘Durinho’, porque o vencedor deve lutar pelo titulo”, declarou o argentino, antes de completar.

“Essas lutas podem mostrar meu potencial, que estou pronto para lutar pelo cinturão. Esse é o objetivo. Quero voltar o quanto antes. Se eu puder fazer mais duas lutas este ano, vou tentar fazer. Estou saudável, estou bem. A ideia é me manter ativo. Depois de perder tanto tempo, quero me manter lutando”, concluiu.

Santiago Ponzinibbio, de 34 anos, é o principal atleta argentino no UFC. O ‘hermano’ estreou no MMA em 2008, disputou 33 lutas, venceu 29 e perdeu quatro. ‘Gente Boa’ se destacou ao participar da segunda edição do TUF Brasil e, consequentemente, passou a integrar o Ultimate. Pela organização, o lutador chegou a figurar no top-15 dos meio-médios e seus triunfos mais importantes foram os nocautes em Gunnar Nelson e Neil Magny.

Mais em Entrevistas