Siga-nos

Entrevistas

‘Pitbull’ minimiza promessa do Bellator e aposta na experiência em GP dos penas

Não é segredo que Patrício ‘Pitbull’ é um dos principais nomes da história do Bellator. Há quase 11 anos na organização, o brasileiro é o atual campeão do peso-pena (66 kg) e do peso-leve (70 kg) e segue motivado para ampliar seus feitos. O próximo compromisso do atleta será a semifinal do GP dos penas contra Emmanuel Sanchez, válida pela edição de número 255, que acontece nesta sexta-feira (2), em Connecticut (EUA), mas o ícone da companhia está de olho no futuro.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag Fight (veja acima ou clique aqui), ‘Pitbull’ tratou de projetar um possível embate contra AJ McKee, promessa do Bellator, que já está na final do torneio do peso-pena. O campeão da categoria admitiu que o americano é um atleta talentoso e que tem seu valor, mas, ao mesmo tempo, mostrou confiança e ressaltou que sua experiência vai fazer a diferença quando se enfrentarem.

O clima entre McKee e ‘Pitbull’ é hostil. Após conquistar a vaga na final do GP do peso-pena, o americano garantiu que é o lutador ideal para destronar o campeão da categoria. ‘Mercenary’ foi além e revelou que tem planos de subir para o peso-leve para tirar o título do brasileiro. Apesar do posicionamento ousado da promessa do Bellator, o ícone da organização não se mostrou preocupado com a ameaça. Pelo contrário, ‘Pitbull’ abraçou o desafio e prometeu tirar a invencibilidade do novo rival.

“Eu queria enfrentar McKee na final. Ele foi criado pelo Bellator, está invicto e junto com o campeão, é o cara a ser batido pelo cartel e pelas vitórias que conseguiu. Essa é a final perfeita, campeão contra invicto. Ele é um cara esguio, canhoto, tem vitórias expressivas, mas sinto que é iniciante, estabanado, fica nervoso. Ele consegue nocautear, finalizar, mas não está tão íntimo com a luta. Darei a McKee uma luta de cinco rounds, vou mostrar a realidade de uma disputa de cinturão, que é bem diferente de uma luta comum. O caminho é por aí”, declarou ‘Pitbull’.

Para enfrentar McKee na final do torneio do peso-pena, Patrício terá que passar por Emmanuel Sanchez nesta sexta-feira. O duelo é uma reedição da luta que aconteceu em 2018. Na ocasião, o brasileiro levou a melhor por decisão unânime. Para a revanche, o campeão da categoria elogiou o oponente, mas ressaltou que está ainda melhor. Em seu camp, o atleta contou com as ilustres presenças de Henry Cejudo e Paulo ‘Borrachinha’.

“Ele é um cara que eu já enfrentei em 2018, venci por decisão unânime. Ele é duro, dinâmico, aguenta porrada. Bati muito, mas ele resistiu até o fim. A expectativa é a melhor possível. Estou bem treinado, refinei a estratégia, as lesões estão contidas. Acredito que vou vencer e passar para a final sem problema”, concluiu.

Patrício ‘Pitbull’ é um nome histórico do Bellator e também é considerado por parte dos fãs e da imprensa especializada um dos lutadores mais temidos fora do UFC. O brasileiro atua pela organização desde 2010 e é o atual dono do cinturão do peso-pena e do peso-leve. Os maiores triunfos do número um da companhia no MMA foram diante de Daniel Straus (três vezes), Juan Archuleta e Pat Curran.

Mais em Entrevistas