Siga-nos
exclusivo!
Carlos Antunes

Entrevistas

Johnny Walker projeta seguir passos de Jones e migrar para os pesados no futuro

Após iniciar sua trajetória no UFC com três empolgantes vitórias por nocaute, Johnny Walker conquistou a atenção de grande parte da comunidade do MMA e chegou a flertar com a possibilidade de desafiar Jon Jones no futuro próximo para uma disputa pelo título dos meio-pesados (93 kg). Agora, depois de um par de derrotas consecutivas, o caminho do brasileiro para concretizar seu desejo ficou mais longo, ainda mais após o americano abdicar do cinturão da divisão até 93 kg e indicar uma provável subida de categoria para os pesos-pesados.

Mesmo assim, de acordo com o brasileiro, os caminhos de ambos ainda podem se cruzar no futuro. Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, Johnny analisou a provável mudança de categoria do agora ex-campeão dos meio-pesados do Ultimate, e revelou que cogita seguir os mesmos passos de ‘Bones’ daqui a alguns anos. Com quase dois metros de altura e muita massa muscular, Walker projetou que, com o passar da idade, terá dificuldade em se manter dentro do limite da divisão até 93 kg, mas que, em virtude do seu biótipo, confia que terá facilidade na adaptação ao peso-pesado.

“O cara manteve o cinturão por muito tempo, é um dos melhores lutadores de todos os tempos. Ele abdicou do cinturão (dos meio-pesados) e agora vai subir para a categoria dos pesados. E eu acho que ele ainda tem muita história para fazer no peso-pesado. É complicado quando você troca de categoria. Vamos ver como ele vai se sair. Esse também é o meu futuro. Com certeza eu vou subir para os pesados daqui a alguns anos. Vou tentar me manter na meio-pesado o máximo que eu conseguir, ainda tenho muito o que fazer nessa categoria”, analisou Johnny, antes de completar.

“Com certeza quando eu ficar mais velho e o meu metabolismo desacelerar um pouco, daqui a uns três anos, vai ser muito difícil bater 93 (kg). Eu chego a ficar com 110, 112 kg, de massa muscular, já é difícil bater 93, é muito peso. Daqui a alguns anos vai ser muito mais difícil para bater e eu não vou querer agredir tanto o meu corpo. Eu tenho muita vantagem (física) na 93, mas eu também vou ter vantagem no peso-pesado. Eu sou grande o suficiente e tenho força suficiente para lutar nessa categoria. Esse, com certeza, vai ser o meu futuro”, projetou o lutador.

Enquanto não chega o momento de migrar para a divisão mais pesada do Ultimate, Johnny Walker encara Ryan Spann no próximo dia 19 de setembro, em evento do UFC programado para acontecer em Las Vegas (EUA), visando retomar o caminho das vitórias após duas derrotas seguidas. Aos 28 anos, o meio-pesado – que ocupa a 11ª posição no ranking da categoria – soma 17 triunfos, sendo 14 por nocaute, e cinco reveses em sua carreira no MMA profissional.

Mais em Entrevistas