Gilbert ‘Durinho’ disputa o cinturão dos meio-médios no UFC 251 – Leandro Bernardes

Com o desfalque certo de Henri Hooft em seu córner para o duelo contra Kamaru Usman, já que o treinador optou por se manter neutro na peleja entre seus dois pupilos, Gilbert ‘Durinho’ pode ter um reforço inesperado na lateral do octógono do UFC 251, marcado para o dia 11 de julho, na ‘Ilha da Luta’, em Abu Dhabi. Inspirada pelo caso de Mike Perry, que levou sua namorada para ajudá-lo no confronto contra Mickey Gall, na edição do último sábado (27), em Las Vegas (EUA), Bruna Burns, esposa do brasileiro, tem feito pressão para estar presente na disputa pelo cinturão dos meio-médios (77 kg) do Ultimate.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, ‘Durinho’ confirmou o desejo de sua esposa, mas revelou que ainda não tomou uma decisão sobre o assunto. Apesar de enaltecer o conhecimento da companheira nas artes marciais, o atleta natural de Niterói (RJ), em tom de brincadeira, ponderou que precisa analisar com calma a situação, já que um desentendimento durante o combate pode resultar em atrito entre o casal.

“Não sei. Ela está pedindo para ir no meu córner. Não sei (risos). E ela lutou antes do que eu. Ela tem uma luta de MMA amador, tem duas lutas de muay thai, faixa-preta de jiu-jitsu, campeã brasileira, ela tem experiência na luta. Mas eu não sei se ela vai estar no meu córner. E ela está falando sério”, explicou ‘Durinho’, antes de comentar se as credenciais de Bruna não poderiam ajudá-lo, através de instruções, durante a disputa.

“Então, aí que eu não sei se vai ser um problema. Se ela vai ficar falando, gritando para eu fazer alguma coisa, e eu vou ficar bravo. Não sei, vamos ver. Vou pensar nesse assunto”, prometeu o niteroiense.

A estratégia de levar sua companheira para o córner rendeu frutos para Mike Perry. No co-main event do UFC Las Vegas, realizado no último sábado, o americano superou Mickey Gall por decisão unânime dos juízes após três rounds.

Gilbert ‘Durinho’ vive sua melhor fase na carreira. Com seis vitórias consecutivas, sendo quatro desde que migrou para os meio-médios, o faixa-preta alcançou o primeiro lugar no ranking da divisão e se credenciou para a próxima disputa de título. O brasileiro encara Kamaru Usman, em duelo válido pelo cinturão até 77 kg do Ultimate, no dia 11 de julho, na luta principal do UFC 251, na ‘Ilha da Luta’, em Abu Dhabi.