Siga-nos
Diego Ribas

Boxe

Tyson Fury nocauteia Deontay Wilder e mantém título mundial dos pesados

No último sábado (9), Tyson Fury e Deontay Wilder escreveram mais um capítulo de suas rivalidades, em uma trilogia histórica no boxe. E como aconteceu no segundo duelo entre eles, o britânico levou a melhor e nocauteou o adversário, dessa vez no 11º round, para manter o cinturão mundial da WBC (Conselho Mundial de Boxe). Além disso, o lutador manteve a sua invencibilidade na nobre arte. Agora o atleta tem 31 vitórias, sendo 22 por nocaute e um empate em seu cartel

Em combate que aconteceu em Las Vegas (EUA), Wilder iniciou melhor, mostrando uma agressividade para pressionar o adversário, conectando até bons golpes que fizeram o britânico sentir. Somente no final da parcial, Fury acertou um bom soco no rival e mostrou para o rival que não seria uma tarefa fácil vencê-lo.

O confronto começou a esquentar a partir da terceira parcial. Depois de um segundo round morno em que Fury mais usou seu tamanho para impedir os ataques de Wilder, o britânico acertou uma bomba no rosto do oponente e o levou ao chão, obrigando o árbitro a abrir contagem. No quarto assalto o panorama se inverteu, com o americano devolvendo o knockdown em Tyson.

Tyson Fury esteve perto de terminar com o confronto no sétimo round e oitavo round, quando castigou o adversário com uma sequência forte de golpes. Na oitava parcial, inclusive, Wilder teve que conversar com os árbitros para afirmar que estava pronto para seguir. No entanto, no 11º assalto, Fury acertou um mais uma bomba no americano, que caiu sem reação no chão, dando um ponto final na luta.

Mais em Boxe