Siga-nos

Boxe

Anderson Silva surpreende e vence ex-campeão mundial no seu retorno ao boxe

Anderson Silva retornou ao mundo do boxe neste sábado (19), em Guadalajara (MEX), para um duelo contra o ex-campeão mundial dos pesos-médios Julio Cezar Chavez Jr. E para a surpresa dos amantes da nobre arte, a lenda do MMA deu show e venceu o combate por pontos ao mostrar desenvoltura inesperada diante do experiente rival.

Depois de um início de confronto estudado, Anderson impôs o estilo que o tornou famoso no mundo do MMA. Agressivo, brincalhão e provocador, o Spider chegou a baixar a aguarda e convidar o mexicano para atacar junto às cordas. A estratégia deu certo e o melhor preparo físico do ex-campeão do UFC fez a diferença para seu triunfo por decisão dividida.

Combinações de golpes com ângulos inusitados, boa absorção de ataques e domínio do tempo de luta levaram o veterano a voltar a vencer, fato que não acontecia desde fevereiro de 2017, quando o Spider bateu Derek Brunson por pontos no octógono.

Aos 46 anos de idade, Anderson encerrou suas atividades no UFC no final de 2020, quando foi nocauteado por Uriah Hall. Depois de negociar o fim de seu contrato com o show, o brasileiro, ex-campeão dos médios (84 kg), anunciou seu retorno para os ringues de boxe.

Em 1998, o Spider estreou na modalidade e acabou nocauteado. Sete anos depois, o curitibano venceu por nocaute em sua segunda apresentação no boxe profissional.

A luta

O primeiro assalto foi pouco movimentado. Enquanto os atletas se estudavam, Anderson mediu a distância com jabs, enquanto o rival dominou o centro do ringue e caminhou para frente o tempo todo. Com alguns ataques fortes na clinha de cintura, o mexicano ditou o ritmo. Anderson 9 x 10 Chavez.

Na etapa seguinte, foi a vez de Anderson comandar as ações. Mesmo pressionado contra as cordas, o brasileiro usou sua guarda baixa para tirar a concentração de Julio. Ao mesmo tempo, a precisão de seus cruzados de esquerda lhe garantiu a melhor na parcial. Anderson 19 x 19 Chavez.

O terceiro round foi marcado pelo show do Spider. Pressionado contra as cordas pelos potentes golpes do mexicano, Anderson baixou as mãos e chamou o rival para atacá-lo. Após alguns socos, Chavez recuou. Por sua vez, Anderson relembrou seu auge no MMA e voltou a colocar as costas contra as cordas, pedindo por mais golpes do rival. Anderson 28 x 29 Chavez.

No quarto assalto, Anderson foi incrível. Com combinações de cruzados, diretos e ataques no clinche, o brasileiro obrigou o rival a caminhar para trás. Sem poder de reação, o mexicano se resignou a esperar a etapa acabar de forma favorável ao ex-campeão do UFC. Anderson 38 x 38 Chavez.

Anderson voltou a dominar as ações na etapa seguinte. Com precisos jabs e angulações de golpes fora do padrão para o mundo do boxe, Spider pressionou o rival contra as cordas e alternou ataques no corpo e na cabeça. Anderson 48 x 47 Chavez.

Como vinho, o lutador brasileiro, 11 anos mais velho do que o oponente, voltou a levar a melhor no round seis. Com o ritmo mais cadenciado devido ao cansaço dos atletas, o brasileiro mostrou intimidade inesperada com o esporte diante de um ex-campeão mundial. Bailando no ringue, o atleta conectou importantes ataques em linha reta diante de um confuso Julio Cezar Chavez. Anderson 58 x 56 Chavez.

Na etapa seguinte, o equilíbrio dominou as ações. Com ataques francos, ambos os atletas alteraram bons momentos. Enquanto o mexicano acertava mais na média distância e caminhava para frente, o Spider acertava ataques de encontro. A contundência de seus ataques, no entanto, roubaram a cena. Anderson 68 x 67 Chavez.

No último round, ciente da vantagem, o brasileiro administrou e acabou perdendo a parcial. Anderson 77 x 75 Chavez.

Mais em Boxe