Siga-nos
Divulgação/Bellator

Bellator

Cris ‘Cyborg’ aceita desafio feito por Kayla Harrison: “Pode ser na categoria dela”

Campeã do peso-pena (66 kg) do Bellator, Cris ‘Cyborg’ coloca seu cinturão em jogo pela segunda vez na edição de número 259. No evento que acontece nesta sexta-feira (21), em Connecticut (EUA), a brasileira vai enfrentar a veterana Leslie Smith, porém, de acordo com a imprensa especializada, outro nome representa maior ameaça ao reinado da lenda do MMA.

Na coletiva de imprensa pré-Bellator 259, realizada nesta quarta-feira (19), ‘Cyborg’ foi questionada por parte dos jornalistas a respeito de uma possível luta contra Kayla Harrison e não fugiu do assunto. Desafiada pela estrela do PFL, a ex-campeã do Invicta, Strikeforce, UFC e atual número um do Bellator, se colocou à disposição para encarar a rival.

Recentemente, a bicampeã olímpica de judô revelou que pediu para o PFL contratar a brasileira, quando a mesma estava livre no mercado. Contudo, não houve acordo e ‘Cyborg’ assinou com o Bellator. No entanto, como o vínculo de Kayla com a organização se encerra ao final da temporada 2021, a curitibana parece disposta a abrir as portas da companhia de Scott Coker para a rival e a subir de categoria para enfrentá-la.

“A maioria das pessoas quer lutar comigo. Todos que estão começando, querem lutar com quem está no topo. Se acontecer, será uma grande luta. Acredito que pode ser na categoria dela, nos leves. Uma das coisas que gosto de fazer é aumentar a oportunidade de ter mais divisões para as mulheres, dar um apoio aos leves, para as meninas que lutam nesse peso. O resultado está nas mãos de Deus. Vou lá, dou o meu melhor e treino. Se ela fala que está preparada, eu não gosto de falar muito. Gosto de ir lá, lutar e fazer meu melhor”, declarou ‘Cyborg’.

Cris ‘Cyborg’, de 35 anos, é uma das lutadoras mais condecoradas do MMA feminino e, consequentemente, é considerada por parte da comunidade do MMA uma das melhores da história do esporte. A brasileira estreou na modalidade em 2005 e conquistou o cinturão das principais organizações. Os triunfos de maior destaque da curitibana foram diante de Gina Carano, Holly Holm, Julia Budd e Marloes Coenen (duas vezes).

Mais em Bellator